Este blog é um oferecimento de...

Bruno Guedes e Toupeiras
Completo RSS My Yahoo! Google
Por Autor
Token RSS My Yahoo! Google
Bruno Guedes RSS My Yahoo! Google
Töpo RSS My Yahoo! Google
Toupeira Profissional RSS My Yahoo! Google
Korso RSS My Yahoo! Google

Bruno Guedes & Toupeiras por Bruno Guedes A. Viana é licenciado sob uma Licença Creative Commons
Atribuição — Uso Não-Comercial — Vedada a Criação de Obras Derivadas
2.5 Brasil

Para mais informações, consulte nosso FAQ

AVISO IMPORTANTE!

Talvez você não tenha notado, mas este site já não está mais em funcionamento. Nosso novo ponto é agora o Bruno Guedes e Resenhas.

Em breve este blog não receberá mais comentários, e até o final do ano esta página será transformada em um portal para o novo site, que será enfim transformado em um redirecionamento definitivo.

Portanto, atualize seus favoritos e seu leitor de feeds, e continue lendo nossos textos em nosso novo site!

Tenha um bom dia e obrigado pela preferência!

Avatar: Bruno Guedes

Tchau, Caroline!

Escrito por Bruno Guedes em 21/06/2011 20:06


Pela primeira vez em muito tempo eu vou arriscar a pedir que vocês tomem um pouco do seu precioso tempo e leiam este post e, se puder, comentem. Deve ser porque, se não for agora, não vai ser nunca mais...

Sejamos diretos, este blog já tá com o pé na cova, vamos só dar um empurrãozinho e jogar terra em cima, okay?

...tá, não ficou legal. Deixa eu começar de novo.

Pra dizer a verdade, o que anda matando meu ânimo de escrever não é a falta de idéias. E nem tanto a falta de tempo, ou não até o início deste mês(daqui a pouquinho explico por quê). Era mais exatamente falta de sentar e escrever. Que é também a razão deste anúncio ter demorado uma semana pra ser feito. Mas voltando ao assunto principal, essa falta de sentar e me forçar a produzir teve uma solução para o caso, por exemplo, dos meus quadrinhos: uma agenda fixa. Mas com o blog isso era impraticável, não só porque eu não tinha nenhuma garantia de ter assunto toda semana três vezes por semana ou fosse qual fosse meu horário, não havia garantia também de que os assuntos que eu tivesse pra escrever ficariam na minha cabeça quando eu finalmente sentasse pra escrever. Isto combinado com minha usual insegurança de publicar aqui(tem vários que ficam pra sempre no limbo, esperando pra serem revisados e publicados) só ia me criar um compromisso regular de completa futilidade.

...Post Completo
Comentários: 7
Avatar: Korso

O Progresso Linguístico deu Tilt

Escrito por Korso em 20/05/2011 20:20


Boa noite, meu nome é Korso Asclepius e, como talvez vocês já saibam – embora talvez não, são estarrecedoras as chances de que qualquer pessoa que frequentava este site até o ano passado tenham simplesmente o abandonado por agora – sou o que se pode chamar de um "linguista de fim de semana". E o que faz um linguista? Bom, basicamente ele estuda línguas. Sua formação, sua evolução, suas características peculiares. E, como linguista de fim de semana, resolvi dedicar um fim de semana a esta polêmica que está dando a volta na internet em 80 dias: o tal livro de português que ensina a falar errado.

Fareicomo Shakespeare e pularei para a conclusão óbvia: é tudo um exagero sem tamanho, uma verdadeira tormenta em copo de água. E, para iniciar esta defesa de tese em miniatura, comecemos pela evidência A: o texto.

Você pode estar se perguntando: "Mas eu posso falar 'os livro?'."
Claro que pode. Mas fique atento porque, dependendo da situação, você corre o risco de ser vítima de preconceito linguístico. Muita gente diz o que se deve e o que não se deve falar e escrever, tomando as regras estabelecidas pela norma culta como padrão de correção de todas as formas linguísticas. O falante, portanto, tem de ser capaz de usar a variante adequada da língua para cada ocasião
...Post Completo
Comentários: 1
Avatar: Toupeira Profissional

Aham, Tretton, senta lá

Escrito por Toupeira Profissional em 10/04/2011 10:00


Vou fazer hoje uma coisa que eu não costumo fazer: comentar notícias de games. Eu não faço isso por duas razões, que são basicamente uma: elas normalmente não são interessantes. Essa que vou comentar hoje, é lugar-comum. Qualquer pessoa que acompanha notícias de games nos últimos, sei lá, 10 anos, já viu dezenas do tipo. Em geral são coisas ditas pra polemizar, não-notícias ou possibilidades. Não me interessam muito.

Nem sei porque, aliás, resolvi comentar essa aqui. Acho que pra variar. :P Bom, vamos lá: Jack Tretton é CEO da Sony(caso você esteja muito por fora, a companhia que produz o Playstation e o PSP/NGP) e esses dias resolveu tomar parte naquele velho esporte de perder a oportunidade de ficar calado. A fonte da notícia é, em ordem de backtracking, do WiiClube, Destructoid e CNN Money. Diz o Tretton o seguinte:

...Post Completo
Comentários: 0

Então, acho que já faz um ano ou dois que eu descobri que existe, de verdade, uma área do mercado reservada para gente que cria... hm, digamos... versões genéricas de produtos conhecidos. Não, não estou falando de camelôs. Falo de coisa legítima, não pilhas Dubacell e mochilas Compary. Falo de gente como a Vídeo Brinquedo.

A Vídeo Brinquedo é uma empresa brasileira que se especializa em produzir animações que são, por falta de termo mais polido e também correto, imitações baratas de filmes da Pixar e Dreamworks. Se eu te falasse que existem coisas como "Rataoing", "Carrinhos" e "Ursinho da Pesada", você acharia que eu tô zoando com a sua cara, mas aqui na internet eu tenho Google pra provar. Mas eu não vou ficar nesse post falando de Vídeo Brinquedo. Primeiro, porque vocês podem ler isto aqui ao invés; segundo, eu pessoalmente acho que os filmes da Vídeo Brinquedo são um alvo fácil; terceiro, eles não estão sozinhos no negócio. Outra empresa chamada "The Asylum"(praqueles que não foram alfabetizados em inglês, significa "O Hospício") que faz filmes que são "similares" de outros famosos, como "Transmorphers", "The Da Vinci Treasure", "Snakes on a Train".

...Post Completo
Comentários: 1
Avatar: Töpo

Da Fina Arte de Ser Insultado

Escrito por Töpo em 10/03/2011 19:21


Este é nosso único texto, talvez, que recebeu qualquer tipo de revisão. Contando esta, deve ser a quinta vez que este artigo é reescrito. Sinto que as palavras têm que ser certas, os significados não podem ser ambíguos, e também há o risto de que gente que eu conheço e talvez admiro sinta que a carapuça serve, e a coisa não é bem por aí. Meu discurso é rabugento, como de costume, mas o objetivo não é insultar. É aconselhar.

Comecemos pela noção de que tudo que é publicado está passível de críticas. O único lugar seguro para nossas obras intocáveis é nossa cabeça. A partir do momento que as deixamos livres, damos ao leitor o direito de replicar. A questão toda é que existem meios mais passíveis de réplica do que outros. A internet, então, é um meio de réplica fácil. A tal Web 2.0, ainda por cima, praticamente funciona baseada na réplica. E o autor tem que estar preparado para isso. É importante entender que não se é intocável.

E daí partimos para nossa próxima definição: um crítico é, essencialmente, alguém que tem uma opinião. A natureza da opinião não importa aqui, esta é uma armadilha comum. O crítico não é só aquele que "critica", ou seja, que aponta defeitos e reclama. Existem críticas de várias formas, e o mais importante não é a negatividade ou positividade da opinião, mas a validade. E validade não está necessariamente ligada à suavidade, eloquência ou bondade da crítica.

...Post Completo
Comentários: 2
Avatar: Korso

Por que eu parei de ler quadrinhos tradicionais

Escrito por Korso em 01/03/2011 22:03


Esta vai ser uma longa introdução para um texto até bastante simples. Vamos começar pela surpresa que é ter eu, o maior praticante de "ócio criativo", dando o pontapé inicial na nossa publicação de textos. Pois é, alguém tinha que começar, e só começa quando inicia. Acho que isso é o de menos.

Segundo, você deve estar pensando "mas, pelos bíceps de Apolo, o que paralelepípedos faz um pretenso artista do seu calibre falar de quadrinhos?" Bom, quadrinhos são arte. Não acredita, vá ler Scott McCloud. Eu espero... ou melhor, não espero, vai demorar muito. Vamos então concordar que quadrinhos são uma forma de arte tão válida quanto qualquer outra e, sem preconceitos, prosseguir neste texto, certo?

Então, prosseguindo, o que são "quadrinhos tradicionais" aqui. Pense em Marvel. DC. Image. Todos aqueles heróis que você pensa quando ouve a palavra "quadrinhos". É disso que falo. E, finalmente, um pouco de história pessoal aqui.

Depois disso, minha leitura de arte sequencial física(i.e., não incluindo webtiras) foi preenchida com mangás(GUNNM, Shaman King, Evangelion e One Piece, principalmente), quadrinhos independentes(notavelmente, Bone e Scott Pilgrim) e alguns clássicos do gênero como The Sandman e Sin City(só alguns). E, se você estiver contando, a série do Scott McCloud Desvendando/Reinventando/Desenhando Quadrinhos. Por alguma razão, não pensei mais em ler quadrinhos tradicionais desde então.

...Post Completo
Comentários: 2
Avatar: Bruno Guedes

Eu não faço nem idéia...

Escrito por Bruno Guedes em 21/02/2011 10:05


Eu sou veemente contra o que estou fazendo aqui agora, mas acho que tenho pouca escolha. A questão é que, assim como não se arranca um carro a 120 km/h logo depois de ligá-lo, não dá pra tocar um blog de volta à vida sem algo que pelo menos pareça um prelúdio.

Mas a letargia de férias me pegou de novo. Isso, e alguns outros empreendimentos pessoais de minha parte. Além disso, suponho que eu precise aprender a me preocupar menos e postar mais.

Em suma: estamos voltando. Eu diria "estaremos", mas não quero me dar mais prazo do que eu já me dei, além de fazer o gerúndio soar pior do que já está.

Em breve, eu e toupeiras(e Token, céus) estaremos de volta às atividades normais. Ou assim espero.


Bruno Guedes é blogueiro, ex-universitário e sem rumo na vida, por ora.


Comentários: 1
Avatar: Bruno Guedes

Meu Louva-a-Deus de Estimação

Escrito por Bruno Guedes em 07/01/2011 09:07


ivemos um bocado de animais de estimação em casa nos 21 anos que posso me lembrar. Atualmente são duas cadelas, uma gata e dois cães de guarda do meu pai(que são dois pinchers com nome de dupla sertaneja). Antes de tudo isso, minha irmã tinha um cachorro que era o poodle mais calmo que eu já vi na minha vida, e deve ter tido uns 40 filhos ao longo da vida. Tivemos também um acará selvagem que sobreviveu muito mais tempo do que eu imaginava que um peixe vivesse, e no final acabou comendo o único companheiro que teve(acarás são territoriais? Nem sei...) pouco antes de partir desta pra melhor. Mas isso não inclui um monte de coisas que eu andei criando(mal e porcamente) durante meus anos de vida em Barbacena(e alguns em Belo Horizonte também).

Tive um canário(um gato comeu), um pintinho(todos nós tínhamos, até minha irmã tinha um pintinho, veja que trocadilho horrível), vários girinos(a primeira safra virou sapo e vazou, o resto acho que nunca conseguiu subir à terra), cinco hamsters(4 consecutivos, um bem depois), um beta amarelo(morreu quando voltei de uma viagem no fim de semana e descobri que alguém deixou cair a tampa dentro do aquário, esmagando o coitado), um casal de platis(que deu filhotes), um casal de guppies(que deu muitos filhotes) e um louva-a-deus.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Töpo

Então, é natal.

Escrito por Töpo em 24/12/2010 10:42


Ou véspera. Mas enfim, vocês sabem que eu não sou do tipo que escreve mensagens piegas de amor, paz, tolerância, caridade, et cetera, especialmente quando é tão óbvio que isso não vai durar muito tempo. Então esqueçam o post desejando tudo de bom com mensagens de derreter o coração. Eu não sou esse tipo de pessoa.

Poderia escrever, talvez, sobre essa hipocrisia humana de ser bom uma vez por ano e voltar ao velho mundo de cão comendo cão como se nada tivesse acontecido. Poderia falar sobre a super-comercialização de uma data que pode ser considerada sagrada dependendo do modo como você a encara. E, falando nisso, poderia falar de rituais pagãos de solstício e o sequestro de feriados por uma Igreja autoritária na Idade Média.

Mas dane-se. É Natal, teremos uma bela festa, trocaremos presentes e seremos felizes. Porque a vida já não é fácil, não vou ficar roubando a felicidade de uma data dessas. Não hoje.

Então feliz natal pra vocês, e veremos como será o ano que vem para este blog. Ao que tudo indica, vai ficando cada vez mais difícil. Mas a gente dá um jeito.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Token

A Última Toupeira

Escrito por Token em 24/11/2010 21:00


Amigos, nestes tempos de popularidade e atividade baixa, é hora de colocar alguns assuntos na roda. Assuntos delicados, problemas familiares, podemos dizer. Um assunto que concerne certos outros escritores deste blog...

Talvez vocês saibam da relação familiar entre nossos correspondetes "TP" Talpos e Töpo Talpos. Embora eu não exatamente o quê eles são um do outro, é certo que são alguma coisa. E, numa revelação surpreendente digna de ser interrompida por intervalos comerciais em qualquer novela da Globo... Korso Asclepius e Töpo Talpos são irmãos!

TCHAN TCHAN TCHAAAAAN!

Mas... mas! Isso não chega nem perto, senhoras e senhores, do segredo que será revelado, um lado da família... er, Toupeira que ninguém conhecia. Pois, caros amigos, um certo membro desta família esteve oculto dos meios sociais por razões mesquinhas e estúpidas. Mas esta placa de papelão não descansará enquanto a verdade não vier à tona! Pois agora digo, meus caros... eu direi...

...Post Completo
Comentários: 3

Powered by Parascalops brewerii Blog Engine 1.0, by Bruno Guedes, 2007
Melhor vizualizado em resolução 1024x768, em navegador Opera 9 ou superior
Mozilla, Mozilla Firefox, Safari, Seamonkey ou outros também são bons
Não recomendamos de forma alguma o uso de Internet Explorer de qualquer versão