Este blog é um oferecimento de...

Bruno Guedes e Toupeiras
Completo RSS My Yahoo! Google
Por Autor
Token RSS My Yahoo! Google
Bruno Guedes RSS My Yahoo! Google
Töpo RSS My Yahoo! Google
Toupeira Profissional RSS My Yahoo! Google
Korso RSS My Yahoo! Google

Bruno Guedes & Toupeiras por Bruno Guedes A. Viana é licenciado sob uma Licença Creative Commons
Atribuição — Uso Não-Comercial — Vedada a Criação de Obras Derivadas
2.5 Brasil

Para mais informações, consulte nosso FAQ

AVISO IMPORTANTE!

Talvez você não tenha notado, mas este site já não está mais em funcionamento. Nosso novo ponto é agora o Bruno Guedes e Resenhas.

Em breve este blog não receberá mais comentários, e até o final do ano esta página será transformada em um portal para o novo site, que será enfim transformado em um redirecionamento definitivo.

Portanto, atualize seus favoritos e seu leitor de feeds, e continue lendo nossos textos em nosso novo site!

Tenha um bom dia e obrigado pela preferência!

Avatar: Bruno Guedes

Post Inaugural

Escrito por Bruno Guedes em 10/03/2008 00:32


Posts inaugurais servem pra muitas coisas. Para apresentar o(s) autor(es), para apresentar o blog, para dizer do que se trata esse maldito site...

Nesse caso, é um teste.

Isso significa que, oficialmente, o blog está vivo.

Então, aproveitem, leitores em potencial, e continuem lendo. Por ora, fiquem com a interface totalmente home-made do querido PbBlog.

E até a vista, pessoas!


Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

E o segundo passo...

Escrito por Bruno Guedes em 10/03/2008 17:43


...além, claro, da devita formatação do layout. Falaremos disso mais tarde.

Enfim, o segundo passo é divulgação. Conforme nos ensina nosso velho conhecido(ou não)Cardoso, a divulgação é por minha conta. Por ora. O início é duro, vou ter que arranjar um jeito. Aliás, ainda estou pensando em um jeito!

Mais tarde, mais comentários. Por agora, a vida chama!

Update: o trackback parece não estar funcionando direito. Homebrew tem dessas...


Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Quase lá... prometo!

Escrito por Bruno Guedes em 11/03/2008 11:47


Se você chegou a este site, leu meus posts, está de volta e não é apenas fruto da minha imaginação, você deve estar um pouco chateado com o tamanho dos posts. Verdade, todo blog que se preza tem uns posts de tamanho decente...

Mas não se desespere! Hoje mesmo, o verdadeiro post inaugural, explicando tudo o que deve ser explicado por ora. Promessa!

Hoje à tarde, quase tudo o que você precisa saber sobre o blog, o autor, e o layout horrível dessa bagaça.


Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Introdução, Parte 1: Bruno Guedes

Escrito por Bruno Guedes em 11/03/2008 22:08


(Este post está sendo dividido em três partes. Esta é a primeira)

Dos três aspectos fundamentais a respeito do site que vos fala – quem é "Bruno Guedes"; o que diabos essas "Toupeiras" fazem aqui; e o que raios esse blog tem de especial – comecemos pela ordem de enumeração. Em outras palavras, quem, afinal, é Bruno Guedes, e por que você deveria se importar.

Começando pela pergunta mais simples você não tem que se importar coisa nenhuma. Isso é por sua própria conta e risco.

Bruno Guedes é, até a presente data, universitário, cursando Ciência da Computação na UFMG, ingresso no período 2006/01. Curiosamente, ele é pelo menos um ano mais novo que qualquer universitário que entrou junto com ele. É uma história meio longa e que nada(ou quase nada) tem a ver com quem ele é. A respeito do que importa saber, ou seja, de tudo aquilo que conecta Bruno Guedes a este site e seu conteúdo, temos um rol de informações que foi resumido para vosso conforto e prazer. Sinta'se agradecido, se possível.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Introdução, Parte 2: Toupeiras

Escrito por Bruno Guedes em 12/03/2008 18:31


Seguindo o programa previsto, a segunda parte da introdução em três partes

Explicamos para você, querido leitor, quem cargas d'água é Bruno Guedes. Agora explicaremos o que diabos toupeiras fazem em um blog.

A resposta é óbiva: publicam.

Piadas à parte, o autor, em mais uma idéia louca demais para não dar certo, resolveu fragmentar o grande campo de conteúdo do blog anterior – que, todos sabemos, colapsou sobre si mesmo por falta de organização e saco pra aguentar a interface Javalística do Blogger, sem contar a péssima compatibilidade com Opera. A diferença é que, ao invés de dividir o conteúdo em blogs/sites diferentes, ele resolveu dividi-lo por autor. Pior, resolveu dividir a própria mente em compartimentos autorais, cada qual com nome e personalidade próprias. É, isso mesmo, você ouviu direito:

compartimentos autorais, cada qual com nome e personalidade próprias.
...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Introdução, Parte 3: O Blog

Escrito por Bruno Guedes em 13/03/2008 23:12


Terminamos hoje o post de introdução em três partes. A partir de hoje, divirtam-se com o blog. Se possível.

Finalmente, o que (suponho) todos mais esperavam! O que é este blog, sobre o que ele fala, e o que devo esperar dele?

Novamente, respondendo à pergunta mais fácil primeiro: nada. Não espere nada, e a surpresa será muito melhor.

Enfim, o blog é um mecanismo de páginas PHP, integrada a um banco de dados MySQL, onde a maioria dos dados se encontra. Em outrar palavras, é um site bem engenhoso criado pelo nosso querido autor Bruno Guedes.

Mas além, o site está em algum lugar, correto? Bom, este em particular está no WebPousada, um serviço de hospedagem daqui de Belo Horizonte, e que até o momento tem se provado bom. Fora algumas quedas no meio da tarde, de pouco mais de uns dois minutos, o site está saudável e passa bem. O serviço de hospedagem atual nos dá direito a 100MB de arquivos(muito mais do que precisamos só para o site) e 1GB de banda. Esperamos que não fiquemos muito populares de um mês pro outro, ou isso pode dar um sério problema...

...Post Completo
Comentários: 0

Então você, internauta pessoa que usa a Internet, encontra um blog e gosta dele. Adora-o. Começa a ler os arquivos e se apaixona pelo autor e sua proporiedade de expressão. É tudo tão ótimo! Quando você termina de chafurdar pelos arquivos, você obviamente chega ao último post. E você então está se perguntando: "caraca, quando será que ele vai escrever de novo?"

É, este é o problema. Autores de blog são, por natureza, seres humanos. Não importa se ele prometeu em nome da mãe morta que atualizaria todos os dias, não há garantia real, e com a distância enorme entre usuários e todas as consequências da nossa "querida" neutralidade da rede, o autor pode e, muito provavelmente irá, não ter um post pronto a cada 24 horas. E agora? Ficar plantado na frente do PC apertando F5? Perder o sono? Colocar o blog na sua página inicial?

Não. Assinar o feed.

"Mas o que é um feed, caramba?!", você, internauta inculto e interessado me pergunta. É simples: imagine que existe um programa que tem uma lista de sites que você lê. Esse programa, a cada... 15 minutos, por exemplo, acessa o site que você quer saber se atualizou e, se encontrar alguma cosia nova, atualiza uma lista que contém os tópicos daquele site, inserindo lá o mais novo. Então, sem precisar acessar os n sites que você quer acompanhar(e, no caso de pessoas muito antenadas ou viciadas em internet, mesmo, esse número n pode ser um valor astronômico), você fica sabendo se há algo novo, e o que é.

...Post Completo
Comentários: 0

Antes de mais nada, aqui quem fala é Topo, Toupeira Profissional, e estarei postando sobre assuntos tecnológicos e paratecnológicos em geral. Hoje já começamos.

Nós aqui do Bruno Guedes & Toupeiras nos importamos muito com os leitores. Com a afluência de leitores, isto é. Não que não escrevamos por prazer. Se gostamos do que escrevemos, continuaremos escrevendo para quantas pessoas quiserem ler. Isto não é problema. Embora também não seja uma situação ótima... =/

Nossa primeira iniciativa na busca de novos leitores(na verdade, segunda, a primeira foi publicidade) é publicar material que interesse às pessoas. E nossa primeira idéia são... tutoriais e cursos rápidos.

Tutoriais são textos de objetivo didático que explicam passo a passo como realizar alguma tarefa específica. Por exemplo, como configurar o cron no Linux; ou como mudar a página inicial do seu navegador. Objetivo, rápido e didático.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Töpo

Falhas na Evolução: Idéias Fugidias

Escrito por Töpo em 17/03/2008 02:07


Boa noite, o nome é Topo Talpos, e o negócio são discussões de teor ameno e, na medida do possível, agradável — mas não tomei café na última meia hora, então não me responsabilizo.

Esta série que começa agora e se chama "Falhas na Evolução" comenta sobre problemas na psique e no organismo humano que, de alguma forma misteriosa, não foram aperfeiçoados nos poucos milhões de anos em que essa espécie fascinante e desastrosa conhecida como Homo sapiens surgiu na face da Terra. O tópico de hoje é, como o título indica, a falibilidade da memória.

Pois veja bem: enquanto ainda não tinha um blog, nosso querido garoto tinha idéias mirabolantes sobre o que fazer no blog. Ele lia posts e se inspirava, e tinha idéias que talvez o lançassem na humilde e ínfima posteridade do mundo bloguista. Entrementes, agora que o blog está aí, as idéias... bom, elas fugiram. Por isso eu as chamo de fugidias.

Imagine, caro leitor, que despropósito é, do ser humano, de ter idéias incríveis e, de uma hora para a outra, as mesmas sumirem? O que cargas d'água aconteceu no curso da evolução para tal resultado? E, enfim, que tipo de mecanismo meia-boca a memória usa para decidir o que deve e o que não deve ser apagado?

...Post Completo
Comentários: 0

Eis exatamente o problema mor de qualquer blog recente: falta de público.

Por exemplo, meu público se resume a mim, alguns proxys e o crawler do Google. Uau!

Claro, o problema básico não é só a falta de público. Não é a atenção que eu procuro. Como escritor, criador e agregador de conteúdo e talvez até formador de opinião — ok, paramos por aqui, não quero parecer prepotente —, algo é definitivamente necessário ao meu trabalho e evolução: feedback.

Ter feedback é essencial no exercício da profissão de bloguista, mesmo que bloguismo amador. Como saber o que dá certo e o que não dá se não tenho leitores pra me dizer? Eu, pessoalmente, acho que tudo(ok, quase tudo) está lindo, mas como saber com certeza? Exatamente, não dá. Logo, preciso de público, ou a coisa vai estagnar a olhos vistos...

Eis a grande questão: como conseguir um público mínimo em tempo igualmente mínimo? Não é fácil publicar, é óbvio. Se fosse, todo mundo seria famoso, e sabemos, não é bem esse o caso... Então, o que fazer? Há alguns caminhos básicos, cada qual com seu grau de dificuldade, probabilidade e comodidade.

...Post Completo
Comentários: 3

Polêmica, assim como tudo, relativo. Não se pode evitar, portanto, que haja um polêmica diariamente neste mundo de diversificadas visões morais. Entre bruxas e clonagem, ultimamente uma das novidades é a notícia de que, sim, podem ser fabricados espermatozóides femininos. Uau.

A notícia anda na rede, naturalmente. A fonte inspiradore deste texto, entrementes é este post no blog ELA. Segundo informações externas, é possível criar espermatozóides de células-tronco da medula feminina. Deixando de lado que isso não é nada extraordinário, visto que, em teoria, se pode fazer qualquer célula a partir das células-tronco da medula, embora algumas com mais dificuldade que outras, vamos analisar o impacto da descoberta.

Primeiro, a descoberta definitiva de que é possível é muito recente. Até o processo cair nas graças de — sendo otimista — qualquer um que queira se submeter a ele, demorará algum tempo. Não, não é um argumento contra. É um fato. Vasectomia também já teve esse problema, com certeza.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Trackback, meu nêmesis!

Escrito por Bruno Guedes em 18/03/2008 13:16


TRackback é uma ferramenta engenhosa e útil. Não, de verdade! Imagine: você faz um link para um post de um blog que te inspirou. Aí, como mágica, o autor do blog recebe uma mensagem avisando que você fez o link. Melhor: no blog inspirador, há uma lista de links para textos que apontam para o post, e você está lá! Maravilhas da tecnologia...

A questão é que ferramentas de bloguismo no mercado(Wordpress, por exemplo) já têm esse recurso embutido. Outras(Blogger, por exmeplo) não. E, claro, uma solução home-made(PbBlog, por exemplo) não teria. A não ser, claro, que seu autor fizesse.

Bom, eu fiz. Só que me deparei com outro problema: o maldito do pingback não funciona se não tiver um PHP 5, visto que envolve requisições XML e etcéteras que interessam mais a quem entende do assunto. A questão é que o servidor aqui usa PHP 4.4. E, se conheço servidores de hospedagem, um upgrade só vai ocorrer quando estivermos no PHP 5.5 ou superior...

A solução: por ora estou usando um método manual. É, eu mesmo posto comentários no blog dos outros. Infelizmente, com o tamanho e o estilo do nome do atuor(basicamente "Nome do Blog - Título do Post") meu comentário não passa por moderação muito facilmente(em verdade, foi barrado umas duas vezes, já, acho).

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Como assim não estou no Google?!

Escrito por Bruno Guedes em 18/03/2008 13:56


É. Verdade pura. Notei que o Google não faz um índice de páginas com argumentos GET ou POST muito bom. E há o pequeno detalhe de que meu site funciona todo baseado em PHP e argumentos GET.

A razão inicial é até bem nobre... veja bem, para cada post escrito, teria de ser criada uma página index.php ou index.html na pasta blog.guedesav.blog.br/post/titulo-do-post. Assim funciona, basicamente, o esquema de perma-links do Worpress e Blogger. [[update: Ou assim eu supunha...]]

Entrementes, cada paina ocupa espaço em disco. Eu, por exemplo, tenho disponível apenas 100MB. Uma cópia do post "Introdução Parte 3: O Blog" ocupa 20K. faça as contas(não, não vou te obrigar a isso, não se preocupe) e com 5000 posts, lá se vai minha quota. Claro, os posts não tem imagens. Quando eu começar a inserir imagens, o número cai...

Mas visto que o Google, o mecanismo de busca quase padrão e exemplo no mundo, não me indexa, vou ter que começar a tomar uma atitude drástica de criar permalinks na maneira clássica, isto é, criando e removendo arquivo... oh, vida...

...Post Completo
Comentários: 11

Sendo um pouco atípico, existe um lugar bem melhor para aprender expressões regulares. O Karlisson fez um post sensacionalmente didático e claro a respeito do assunto, este aqui. Se quiser continuar a ler, agradeço :D

Olá, caros amigos da rede! Hoje teremos um curso que será útil para posteriores lições: expressões regulares!

Expressões regulares são usadas para casamento de padrão, ou seja, procura e/ou substituição de textos. Por exemplo, se eu tenho um texto enorme e quero encontrar todas as palavras de 5 letras, ou toas as que começam com "g" e terminam em "r", ou ainda as que estão no início de cada linha, é fácil fazê-lo com expressões regulares(que, daqui pra frente, chamaremos de "regexp", para não perder tempo).

Uma regexp é formada por diversos símbolos que têm significados especiais no contexto de casamento de padrões. Há variações na estrutura de regexp de linguagem para linguagem, então, no caso de discordância, o padrão aqui é o de Perl. Prosseguindo, a lista é:

...Post Completo
Comentários: 1
Avatar: Bruno Guedes

Conteúdo Inédito... como assim, Edney?

Escrito por Bruno Guedes em 19/03/2008 17:35


É. Notícias voam. Fui saber sobre a tal Blogagem Inédita com uma semana de atraso(já passaram dois dias do prazo final, aliás) hoje seguindo o link via um ótimo texto do Alessandro Martins do Quero Ter Um Blog!. Mais informações, usem os links, não posso perder tempo!

A campanha do Edney vai de encontro ao comentário mais clichê a respeito da (urk) blogosfera: "a blogosfera só fala da blogosfera". Quanta "blogosfera" junta, caraca! Enfim, o comentário é válido, e tem seu fundo de verdade: 90% dos blogs, em algum momento, falam de blogs. Alguns se dedicam mais ao assunto, outros tem apenas um post ocasional, e outros, como este site que vos fala, abordam o assunto entre outras coisas.

Mas eis a questão: isso é uma coisa ruim? A Internet nasceu como uma maneira de circular a informação via conexões, o conceito de hyperlink é a maior sacada da Internet, o Google funciona graças ao sistema de links e pagerank... em outras palavras, a Internet funciona em torno de links e referências. Se você exige — como fez o Edney — que um bloguista escreva sem fazer referência a nada que não esteja ligado à atualidade(incluindo blogs e "mídia tradicional"), o que temos?

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Korso

Estilos Literários da Internet: Hyperlinkismo

Escrito por Korso em 20/03/2008 00:32


Bem-vindo sejam, caros leitores, ao espaço de Korso Asclepius. Como é de se esperar, o assunto aqui é arte.

Cada época é marcada, mesmo que de leve, por uma quebra de padrões e um estilo de vanguarda. Seja na música(que, infelizmente, não está tomando um bom caminho...), na pintura, na escultura, na literatura, na moda... Mas como eu sou uma negação em moda, e a música, como já disse, está indo mais em direção à própria destruição que qualquer coisa(na minha humilde opinião talpídea, claro...), falarei de literatura.

Adoro quando os menos jovens dizem que "os jovens de hoje são muito acomodados". Não consigo deixar de pensar que, por baixo da suposta acomodação no melhor estilo Elis Regina de ser...

Ainda somos os mesmos e vivemos
como nossos pais
... existe uma vanguarda oculta aos olhos anacrônicos de quem ainda não se adequou a um mundo que se transforma rápido demais. Digo que em campos não muito explorados por quem não muito se interessa, existe uma revolução estilística acontecendo. A internet, meus caros, desenvolve um estilo próprio que vai muito além da Net2.0 e do "internetês". A internet é, por si só, um universo de estilos literários. Dos quais hoje falaremos do hyperlinkismo.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Token

Notícias de última hora!

Escrito por Token em 20/03/2008 22:21


Blogando direto da casa dos pais do rapaz! Barbacena City, 20 de Março de 2007! HOO-HAH!

Blogagem andará em baixa, em vista das condições precárias do equipamento usual. Felizmente, estamos com nosso próprio PC, mas quando não der, a coisa fica... lesa!

Até mais ver!


Comentários: 0

Saiu no Terra — mas a notícia chegou até nós pelo MeioBit Games —: sujeito mata uma criança e a mãe dela porque o pirralho o atrapalhou num videogame.

"Caralhas", uma pessoa qualquer pensa, "esses tal de 'vídeogueime' são um perigo pra sociedade!". Mas se você não pensou nisso, acredito que tenha pensado em outra linha de raciocínio mais racional: "Psicopatas são realmente um perigo pra sociedade".

"Psicopata", segundo definição mais ou menos oficial, é uma pessoa que não compreende ou simplesmente ignora valores morais. Alguns ou todos. Um sujeito que, numa fila de banco, se irrita porque está há mais de uma hora esperando o maldito office-boy que chegou na sua frente pagar as quarenta mil contas da empresa e mata o sujeito com cinco pancadas direto no balcão e cinco segundos depois se dirige ao caixa com sua modesta conta de telefone e o dinheiro para pagar com a cara mais inocente desse mundo é um psicopata. Um caso extremo, mas é mais ou menos assim.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Token

News From The Token!!!

Escrito por Token em 21/03/2008 17:03


Hayo, macacada!

Saca só, temos formulário de contato, agora! Isso é chique ou não é?!

Also, os próximos dias serão mais dedicados à reformação do layout, mais configuração do servidor, reprogramação de links, e outras coisas mais...

Então, divirtam-se! =D


Comentários: 0

Agora que já aprendemos regexp, podemos prosseguir para lições de importância maior. Como, por exemplo, como tornar sua URL mais elegante.

O objetivo básico do mecanismo de reescrita de URL é ter um endereço mais fácil de ser acessado e memorizado pelo seu usuário. Outro tópico importante, auxilia no indexamento de páginas por mecanismos de busca, e também no que se refere a estatísticas de site. E, bastante importante também, é fundamental para o melhor encapsulamento do seu sistema online.

Por exemplo, imagine um site de vendas. Quando o cliente clica no link par ver as informações do profuto 001245, o site abre a URL "www.vendas-online.com/index.php?produto=001245&modo=cliente". Como se pode ver a URL não é nada agradável, além de que revela alguma informação a respeito do mecanismo de funcionamento do site. E isso não é seguro. Além dessas duas razões, existe uma terceira razão para realizar a reescrita de URL: alguns mecanismos de busca, como o Google, ignoram os argumentos da URL na maioria dos casos, tornando a indexação do site menos eficiente.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Politicamente Corretos: Eat my shorts!

Escrito por Bruno Guedes em 25/03/2008 17:44


Okay, não vou ser radical. Ética e etiqueta sempre é bom — aliás, acho que as duas palavras têm alguma ligação... ham... —, e eu odiaria viver num mundo repleto de porcos insensíveis pra tudo que é lado. Mas vou beirar o "Töpo style of life" quando digo que, venhamos e convenhamos, frescura tem limite.

Eu sei, eu sei, é extremamente desconfortável ouvir uma piada de negro/homossexual/judeu/árabe/japonês/turco-libanês/loira/papagaio e, o que é pior, sentir graça. Quando se tem um certo mínimo de corretez política, soa péssimo. Só mesmo em círculos fechados, e com a famosa prerrogativa "não sou preconceituoso, não tenho nada contra, mas eu ouvi essa piada um dia...". Saudável, ajuda as pessoas a terem uma convivência minimamente amigável, afinal o ser humano é um ser sociável, mesmo que eu simplesmente não seja. Mas, voltando ao assunto, frescura tem limite.

Em mais um de seus quadrinhos geniais, Karlisson, AKA Nerdson, faz uma piada genial com uma linguagem que merece ser chamada de esotérica, a Whitespace. Visitem o post para mais informações, esta não é a hora nem o local. O que é mais importante é o que estava — estava, ele preferiu voltar atrás antes que desse mais problemas — escrito logo no primeiro quadrinho:

...Post Completo
Comentários: 2

Ainda estou pra descobrir quem foi o gênio original, mas praticamente qualquer bom professor de programação vai te dizer uma verdade universal: "só se aprende a programar, programando".

De forma análoga, só se aprende a programar IDEs programando IDEs, e só se aprende a programar engines de blogs, programando engines de blogs. Onde eu estou querendo chegar, com um título desses, é: só se aprende a programar jogos, programando jogos.

Foi daí que, algum dia, eu comecei a programar jogos. Ou tentar. Esta introdução é histórica, mas não vou entrar nos méritos usuais de "por que adoro jogos" ou "os primórdios primordiais de minha história na programação de jogos". Vou direto de onde comecei a fazer coisas que, bem, funcionavam.

A Era Windows: IDEs bacaninhas

Se vocês querem realmente saber, quando comecei a fazer programas que poderia ser considerados jogos "de verdade", eu usava IDEs da família Klik, mais especificamente "The Games Factory" e "Click & Create". Não vou negar, eram engines divertidas, mas deixavam a desejar na parte da programação. O negócio era quase totalmente gráfico, e embora fosse confortável, é mais ou menos como programar Java: uma hora você quer ter controle sobre tudo.

...Post Completo
Comentários: 0

Acontece. Todo escritor ou artista em geral chega a um ponto em que sente que a obra criou vida própria. É absolutamente normal. Principalmente quando a história é desenvolvida por partes/fascículos/episódios/volumes, é absolutamente comum que, de uma hora para a outra, o enredo saia de controle e comece a tentar andar com as próprias pernas. O grande lance é tomar cuidado.Para isso, Korso Asclepius está aqui para te ajudar com regras fáceis de serem seguidas!

1 - Estabeleça limites. O fator mais comum de perda de controle do enredo é quando as coisas começam a ir longe demais. Se você não tomar cuidado, seu anti-herói se torna um psicopata sem coração e seu universo acaba com tantos sobreviventes que dá pra contar nos dedos da mão. Estabelecer limites é fundamental para não acabar numa escalada em direção ao infinito. Aliás, adoraríamos que os escritores de DragonBall Z tivessem prestado atenção a esse princípio simples.

...Post Completo
Comentários: 2
Avatar: Töpo

Quando a neutralidade cria a baderna

Escrito por Töpo em 27/03/2008 17:27


A Internet é uma maravilha. Imagine você, no início do século XX, pesquisador de uma universidade estado-unidense, precisando de dados de um pesquisa obscura de outra universidade, ter que esperar um mês para receber dados importantíssimos para sua pesquisa que pode ser a chave para grandes mitérios da natureza! Ah, se existisse uma rede através da qual informação pudesse ser enviada e recebida em velocidade inimagináveis...

Claro, assim como o avião, a pólvora e a meia-calça, a Internet também se subverteu grandemente do caminho do bem que seguia e foi para outro completamente diferente. Mas diferente, do avião, da pólvora e da meia-calça, essa subversão foi em escala astronômica!

Sabe qual é a grande sacada da Internet como a conhecemos? Anonimato. Teoricamente, ninguém sabe quem é quem na grande rede. Em teoria, não ha nenhuma garantia que eu ou Bruno Guedes sejam quem digam ser. Numa viagem bem viajada, eu poderia até ser um cachorro.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Token

Token invade a parada!

Escrito por Token em 28/03/2008 19:35


Ha! Token na área!

Basicamente, o rapaz está muito ocupado. Jogando. Não, juro!

Mas não se preocupem, ele promete que vai escrever alguma coisa pra amanhã. Ou manda uma das toupeiras. Ou, melhor, termina um dos arquivados. Que seja. Ele se arranja!

Então, é isso. E, daqui a pouco, Token mostra a que veio! Não percam...


Comentários: 0
Avatar: Toupeira Profissional

Resenha: SHIFT

Escrito por Toupeira Profissional em 28/03/2008 21:07


Essa é a primeira resenha de jogo, galera. Desejem-me sorte! =D

SHIFT

Não se sabe quem foi o primeiro, mas acredito que desde Yin-Yang da Nitrome, o gênero "jogo cromático" se oficializou, por assim dizer. Assim, apareceu SHIFT. E caso vocês estejam se perguntando, sim, ele tem algo de diferente. Mas antes, vamos falar do resto.

Conceito/Profundidade [4]

Não passa muito de um puzzle. Aliás, não passa de um puzzle clássico, do tipo "pular obstáculo, pegar chave, ir para o final da fase". A inovação considerável é pensar em inversão. Como a fase toda vira 180 graus, as direções invertem, e até pegar o jeito... Mas fora isso, é simplérrimo. =)

Jogabilidade [10]

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Meme? Nem tanto...

Escrito por Bruno Guedes em 29/03/2008 13:55


A febre de sempre, o meme! Pode contar: todo e qualquer blog com mais de dois meses de vida com pelo menos umas 30 visitas(e um autor que saiba fazer um SEO pelo menos decente) já participou de um meme. É aquela coisa básica de um autor em algum lugar cavar um assunto, inventar uma tarefa simples("digite a terceira frase na página 125 do livro mais próximo") ou coisa do tipo e convidar mais bloggers pra participar da brincadeira. É, um meme.

Só que não é um meme.

Parece que alguma coisa se subverteu no meio do caminho entre conceito e coisa, e não estamos ligando a coisa com o conceito direito. "Meme", segundo nossa querida Wikipédia, é:

(...) termo cunhado em 1976 por Richard Dawkins no seu bestseller controverso O Gene Egoísta, é para a memória o análogo do gene na genética, a sua unidade mínima. É considerado como uma unidade de informação que se multiplica de cérebro em cérebro, ou entre locais onde a informação é armazenada (como livros) e outros locais de armazenamento ou cérebros. No que respeita à sua funcionalidade, o meme é considerado uma unidade de evolução cultural que pode de alguma forma autopropagar-se.
...Post Completo
Comentários: 0

Okays, desculpem-me, mas vou falar do blog de novo. Tá bom?

Então tá, há mais ou menos uma semana o Cardoso nos apresentou um programa de afiliados "do bom". O programa do Interney é, definitivamente ótimo. Por quê? Simples, porque paga mais.

Deixe-me ser menos óbvio. A maioria dos programas de afiliados provê comissões horrivelmente pequenas. Não compensa a poluição visual. Entrementes, interney nos oferece 15% de comissão, mais um sistema de comissão multinível. Em termos básicos, você ganha 15% das vendas feitas pelos seus anúncios, mais 5% das vendas feitas pelos anúncios de quem você convidar, mais 3% de quem as pessoas que você convidar convidarem e mais 2% do próximo nível. E pára por aí. É, em parte, um esquema de pirâmide, mas um que não precisa piramidar. Afinal, sozinho você já ganha alguma coisa.

Entrementes, devido a falhas no meu navegador, perdi a chance de me tornar aprendiz do grande Pioneiro ProBlogger. Ainda assim, não custa tentar. Mas, note, os anúncios não estão lá ainda! Verdade seja dita, estou decidindo onde colocá-los, visto que os banners são de uma poluiçao visual imensa – note-se, pra mim qualquer coisa que não seja somente texto e não seja parte do site original já polui horrores. Além, são estáticos, ou seja, você anuncia um banner por vez. Meu plano é criar um script simples para rotacionar os banners e tornar a coisa menos repetitiva.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Töpo

Heisenberg, Mayo e o olho do macaco

Escrito por Töpo em 31/03/2008 18:26


No conto "Pedras Estranhas", de Gene Wolf, o personagem principal analisa a situação estranha em que se encontram os tripulantes da nave que persegue uma outra com uma anedota que pode ou não ser verídica – ou seja, talvez seja uma lenda real, talvez seja somente parte da obra do autor. Um cientista monta uma sala cheia de apetrechos, instrumentos, objetos e obstáculos com o fim de estudar o comportamento de um macaco. Ele coloca o macaco lá dentro, tranca a porta e, quando vai olhar pelo único orifício de observação, ele se depara com nada mais nada menos do que o olho do macaco, olhando para fora.

O que isso tem a ver com a vida real? Muito.

Em Física Quântica – aquele ramo da Física conhecido por ter tanto de exato quanto matemática tem de humano – existe o princípio de Heisenberg. De acordo com Herr Heisenberg, o simples ato de medir a posição de uma partícula muito pequena, como um elétron, modifica a posição da partícula e portanto muda a leitura. Faz sentido, visto que a partícula é muito pequena.

...Post Completo
Comentários: 0

Powered by Parascalops brewerii Blog Engine 1.0, by Bruno Guedes, 2007
Melhor vizualizado em resolução 1024x768, em navegador Opera 9 ou superior
Mozilla, Mozilla Firefox, Safari, Seamonkey ou outros também são bons
Não recomendamos de forma alguma o uso de Internet Explorer de qualquer versão