Este blog é um oferecimento de...

Bruno Guedes e Toupeiras
Completo RSS My Yahoo! Google
Por Autor
Token RSS My Yahoo! Google
Bruno Guedes RSS My Yahoo! Google
Töpo RSS My Yahoo! Google
Toupeira Profissional RSS My Yahoo! Google
Korso RSS My Yahoo! Google

Bruno Guedes & Toupeiras por Bruno Guedes A. Viana é licenciado sob uma Licença Creative Commons
Atribuição — Uso Não-Comercial — Vedada a Criação de Obras Derivadas
2.5 Brasil

Para mais informações, consulte nosso FAQ

AVISO IMPORTANTE!

Talvez você não tenha notado, mas este site já não está mais em funcionamento. Nosso novo ponto é agora o Bruno Guedes e Resenhas.

Em breve este blog não receberá mais comentários, e até o final do ano esta página será transformada em um portal para o novo site, que será enfim transformado em um redirecionamento definitivo.

Portanto, atualize seus favoritos e seu leitor de feeds, e continue lendo nossos textos em nosso novo site!

Tenha um bom dia e obrigado pela preferência!


A natureza é uma coisa linda, e todos sabemos disso. O que não sabemos é que, aparentemente, os entomologistas – aka, aqueles doidos que estudam seres com mais de 4 pernas – andam nos escondendo detalhes cruciais da vida animal desse planeta, pois eu acho que, agora que eu sei que essas coisas existem, eu simplesmente não consigo achar a natureza tão linda...

A Vespa Japonesa Gigante

OMG! Salve-se quem puder! Todo mundo odeia vespas. Tem que odiar, afinal uma vespa é basicamente uma abelha, sem tudo o que há de bom nelas. São ferozes, não perdem o ferrão quando picam, o único mel que fazem é feito de insetos mortos e não deve ter um gosto nada agradável...

Então nós temos essa vespa japonesa que é, como direi... gigante. Acha que eu estou zoando com a tua cara? Não, essa coisa aí na foto não é de plástico, nem é fotoshop. O bicho é toscamente grande!

...Post Completo
Comentários: 9
Avatar: Token

Campanha: Mande sua pergunta...

Escrito por Token em 02/06/2008 15:00


...e colocaremos ela na lista de espera. Brincadeira! =D

Está começando, AGORA, a primeira campanha do blog "Bruno Guedes & Toupeiras". Para participar, é muito simples! Mas antes, eu tenho um roteiro a seguir, então vamos aos pormenores...

VocÊ já viu nosso FAQ? Não?! Então veja. Ou não veja, ela está irrisória. Bem, diz aqui no script: "Convide os leitores a ver a página de FAQ", então veja. Vamos seguir.

Vejamos... ah, sim! Pois então, você talvez note que nenhuma, nenhuma sequer dessas perguntas é legítima, no sentido de que não tínhamos leitores para perguntar para nós. Agora temos, então vamos pedir: pergunte!

É isso mesmo, agora sim! É muito fácil participar! É só ir à nossa página de contato, preencher seu nome, email e escolher "Pegunta" como assunto da mensagem, e nos enviar. Sim, pode ser qualquer autor! Se acharmos que sua pergunta é relevante, original e/ou divertida, nós publicaremos e responderemos a ela em rede mundial! E você será citado, então muito cuidado. ;)

...Post Completo
Comentários: 4

Existe um termo já cunhado, e é "Magical Number", que designa um caso específico do termo que acabo de cunhar, "Magical Values" – Valores Mágicos – que é uma daquelas coisas que seu professor fala pra não fazer, e no fim das contas você acaba fazendo do mesmo jeito.

E que raios é isso, Toupeira?

O valor mágico é aquele valor literal – ou seja, constante – que aparece no meio do código por motivos arbitrários e sem muita explicação. Pode ser número, string, expressão, não importa: constante arbitrária, é mágica! Normalmente quando alguém pergunta "Que raio de 6,75 é esse?!" o programador funciona "Bicho, não sei mais não, mas funciona!". Isso está no topo da lista negra dos professores de Programação de Computadores, junto com usar "v1, v2, vn" para nomes de variáveis e ignorar a identação.

Ah, mas vocês, programadores, também...

Não me olha com essa cara, não fomos nós que começamos! Juro! Duvida? Então vamos voltar pra sétima série...

...Post Completo
Comentários: 10
Avatar: Bruno Guedes

Bruno Guedes: o Laico

Escrito por Bruno Guedes em 06/06/2008 13:25


Bom dia, caros leitores do Bruno Guedes & Toupeiras. Hoje o assunto é sério, e por isso acho que devo algumas explicações.

A explicação mais importante é porque eu estou falando de assuntos "complicados", quando normalmente eu mandaria meu Editor-Toupeira encarregado Töpo Talpos escrever o post. Mas como já bem disse o Token, ele está em férias compulsórias de um ou dois meses porque, como eu disse anteriormente, não quero ficar vivendo de polêmica. Não curto polêmica, acho que só atrai comentário negativo e etcétera. Eu poderia ignorar sumariamente os comentários autotróficos, mas sinceramente já que a pessoa teve o pudor de vir até aqui e comentar, ela merece pelo menos uma resposta.

Mas, infelizmente, não se faz uma omelete sem quebrar alguns ovos, ordenhar uma vaca e matar um porco – eu gosto das minhas omeletes com queijo e presunto, se não se importam –, e se este blog é sobre Bruno Guedes e seus desvios de personalidade, uma hora as polêmicas aparecem, porque eu tenho opinião. E, vez em quando, eu me canso de guardar essa opinião pra mim mesmo, e tem que ir para algum lugar. E porque não para o lugar reservado para esse tipo de coisa?

...Post Completo
Comentários: 11
Avatar: Bruno Guedes

Tribulações do Fim de Semana

Escrito por Bruno Guedes em 08/06/2008 13:16


Bom dia, este é, talvez, o primeiro post de uma série. Uma série meio que retrospectiva, meio que "Posts estrelados" do Bruno Godoi e meio que "diário de adolescente". Me perdoem pela última "metade", mas eu tenho 19 aninhos, estou no direito, suponho.Enfim, vamos às notícias.


Sexta-feira, nada demais: viagem longa – como, mas como eu odeio a Atual! – e, fechando a noite, O Bebê de Rosemary. Não, eu nunca tinha assistido o filme, e gostei. Cinema clássico costuma me deixar feliz, ainda me lembro de quando assisti a O Homem-Elefante. Sublime...

No sábado, minha querida mãe resolveu adquirir um laptop – ou notebook, estranhamente nunca entendi a diferença entre os termos – para si e por conta disso meu dia foi cheio. Desde ajudar a escolher – um Positivo Mobile com um Celeron 540, 512M de RAM, 80G de HD e um Mandriva Linux – até realizar toda a instalação de coisas. Minha mãe é do tipo que precisa de ajuda para colocar números nas páginas, então quem sou eu pra sugerir que ela ficasse com o Linux...

...Post Completo
Comentários: 3
Avatar: Toupeira Profissional

Twitter: Pra que serve?

Escrito por Toupeira Profissional em 09/06/2008 17:53


O Twitter é um dos mais recentes serviços sociais multiusuário da Web, acredito. Os criadores dessa pequena maravilha (ou desgraça, depende de pra quem você pergunta) tinham em mente uma idéia um bocado simples: imagine um serviço através do qual o usuário escreve, a qualquer hora, o que ele está fazendo. Dessa forma, você poderia saber, a qualquer hora do dia, o que seus amigos, seus colegas de trabalho, seu chefe, qualquer um está fazendo! Interessante?

Mais ou menos. A idéia em si é... bem, boba. Mas ainda assim, o Twitter foi criado. E, como todos sabemos o que acontece com uma idéia que não funciona, o Twitter está sendo usado e fazendo sucesso, pelo que parece. Mas pra que está sendo usado?

Bem, eu já vi muitos usos do Twitter, mas poucos são realmente de sua função original. Então, pra que twittar? As pessoas são criativas por natureza, e, felizmente para a equipe do Twitter, já arranjaram outras utilidades pro serviço...

...Post Completo
Comentários: 7

Desovando diretamente da campanha "Mande a sua Pergunta!", a primeira pergunta que foi a nós mandada será respondida com detales. De Isaias Malta:

Eis a minha pergunta bombástica: Os toupeiras são heterônimos?

Respondendo de forma ríspida: sim, Isaias, eles são. A placa de papelão também, ainda não tive ânimo pra criar meu token de verdade.

Convenhamos, toda piada parece óbvia ao seu contador, e não era menos óbvio para mim que eu, toupeiras e Token éramos uma entidade única. Até porque isso foi contado em um post de introdução. Mas não faz mal, vamos explicar tudo direitinho então.

Contando a história toda de novo, eu resolvi que ou eu especializava ou blog ou organizava essa bagunça direito. Meu blog antigo era uma zona e não tinha muita regularidade de assunto. Este também não, mas pelo menos eu facilitei para você, leitor, em um ponto: dividi o blog em autores.

...Post Completo
Comentários: 5
Avatar: Korso

Resenha: Watership Down

Escrito por Korso em 13/06/2008 13:33


Watership Down, por Richard Adams Se você não conhece esta obra prima de Richard Adams(nenhuma relação com Douglas Adams, suponho), você não faz idéia de como ele é bom. Um dos maiores desafios de todo consumidor de arte/cultura é tentar responder à famosa e exigente pergunta "É sobre o quê?" Se você me perguntasse "Esse tal de Watership Down, é sobre o quê?", eu diria "Coelhos. É sobre coelhos." E não estaria nem um pouco longe da verdade, embora parecesse estar longe da minha sanidade.

Watership Down, de fato, é a história de um grupo de coelhos que abandona sua coelheira(na falta de um termo melhor para "warren") para procurar um novo lugar para morar, visto que sua antiga morada está condenada, ou assim diz Fiver, o jovem profeta do grupo. Daí pra frente a história menciona as dificuldades pelas quais eles passam, os locais que visitam, até chegar a Watership Down, onde eles criam uma grande toca e uma nova etapa da história se inicia(sim, a história segue além).

...Post Completo
Comentários: 1
Avatar: Bruno Guedes

Bruno Guedes: o Amante

Escrito por Bruno Guedes em 13/06/2008 14:28


Não, tecnicamente este não é o post comemorativo do dia 12 de Junho, até porque tal post não existe. Vamos com calma.

Se por um lado temos manifestações puras e simples de amor, por outro temos o backlash daqueles que se revoltam pela comercialização do dia. E de ainda outro lado, temos gente sendo tremendamente original com a data que lhes é oferecida. Pois bem, eu sou o quarto lado: o filósofo.

Em tempo: a respeito da comercialização do dia dos namorados... (quase) nada a declarar. Negócios são negócios, e marketeiros, assim como o conselheiro, comem. Fosse o dia no dia 14/2, como sugere Marmota, o clássico dia de São Valentim, também seria comercial. Fosse no dia 15/8, seria comercial. Vivemos numa sociedade que sobrevive de consumo – vai ser capitalista, aceite as consequências –, é simplesmente natural. Não odeie um dia pelo que fizeram com ele, assim como não se deve odiar a pólvora por ser usada como arma. Não é culpa dela...

...Post Completo
Comentários: 0

Vamos direto ao ponto: programar sistemas é um troço complicado. Dentre várias coisas, é preciso tornar a interface o mais abstrata e "alto nível" o possível, e isso inclui, entre outros fatores, proteção. A hierarquia de usuários vai desde "Seu João", o usuário comum, até "O Root", o administrador, que tem poder absoluto.

É claro que, como programador do sistema, você é praticamente o "admin". Mas na prática existe outro "admin" por conta do sistema, e você, como encarregado do suporte, pode não ter esse privilégio todo. Mas, como programador, você se precaveu e existe uma maneira obscura de fazer esse acesso. E é aí que mora o perigo.

Dica de segurança do TP: Nunca, nunca deixe uma brecha para acesso irrestrito no seu sistema.

O problema é dobrado em sistemas de código aberto, mas também acontece com muita frequência em código proprietário também. Uma brecha obscura e bem escondida não é nada para o "Seu Zé", mas para um usuário com um pouco mais de experiência no ramo, pode ser um prato cheio. Sobretudo para o terror de todo adminsitrador de sistema e trabalhador da área de suporte: o hacker.

...Post Completo
Comentários: 3
Avatar: Töpo

O negócio é o seguinte...

Escrito por Töpo em 15/06/2008 02:20


Porta da rua, serventia da casa. Isto não é só grosseria, é um aviso a você e uma reafirmação das nossas liberdades individuais de escrever sobre o que dá na telha. Em outras palavras, se você realmente não gosta deste site, simplesmente vá embora e não precisa avisar que perdi um leitor. Se você não comentar, não fará (quase nenhuma) diferença pra nós; e se for comentador assíduo, vamos sentir sua falta.

A questão é que, em tempos em que o politicamente correto passou de conceito abstrato para moda para regra, 50% de tudo o que é dito ou feito pode ser ofensivo para alguém. Embora haja casos que são extremamente óbvios – como isso, que embora seja hilário pelo nonsense e pela evidente estupidez ou desespero de seu autor, é definitivamente algo nada agradável de se dizer, principalmente pela quantidade de comentários irritados que isto atrai –, há outros que não são. Por exemplo, aparentemente as enfermeiras acham que é ofensivo ser objeto de fetiche, e isto deve ser desencorajado a todo custo. Em outras palavras, mais uma fantasia para riscar da lista de "coisas para dar uma variada na relação"...

...Post Completo
Comentários: 2
Avatar: Bruno Guedes

24 horas a mais ou a menos...

Escrito por Bruno Guedes em 16/06/2008 19:27


Como um exemplo de como não começar uma tradição, o resumo da semana e do fim de semana na vida de Bruno Guedes, Toupeiras e Token e na internet aparece essa semana com pelo menos 12 horas de atraso. Oh, vida...


Esta semana começou... bom, começou com provas e mais provas, mas também com a notícia impressinante de que, contrariando as expectativas deste autor, temos mais um leitor ilustre: Maristela Guedes, artista plástica, professora, universitária e mãe deste que vos fala. Como minha mãe descobriu o site, ainda não tenho certeza – suspeito que tenha sido pelo histórico do navegador –, mas isso significa que acabei de passar da era "nem minha mãe lê meu blog" para a nova era... seja lá como se chame.

No mais, no mais, a semana prossegue com mais trabalho, mais provas e um dia 12/6. O que, exatamente, houve no dia 12/6 de tão especial são assuntos particulares. "De alcova", por assim dizer...


Por motivos de prazo se esgotando e falta de tempo por motivos mútliplos – incluindo: eu tenho uma aula daqui a dez minutos – vamos deixar a lista do melhor da Internet da semana para mais tarde(confiram!). Por ora, nossas promessas para esta semana, e desta vez são poucas.

...Post Completo
Comentários: 2
Avatar: Korso

Creative Commons e o Rapaz Autor

Escrito por Korso em 19/06/2008 00:10


Fato: a partir da semana seguinte, este site passará a ser licensiado pela Creative Commons.

Não nos entenda mal, o Rapaz não tem nenhuma pretensão de achar que seu conteúdo é plagiável, até porque não seria. Não há lógica em plagiar o conteúdo de um site do qual três quintos dos autores são toupeiras e os dois restantes não andam bem da cabeça. Em primeira instância, plágio não é o nosso medo.

Minto, é, mas não dos artigos. Afinal, não há nada aqui que seja precioso de tal forma que queiramos proteger apenas para nós. Até o atual momento, tudo o que escrevemos deve estar disponível ao público, e se o conteúdo vazar, é o de menos. Não será nada agradável, mas estando o conteúdo intacto, tudo ótimo.

Mas existe algo que, embora será publicado nessa rede imensa, deve permanecer com um pé sobre nossa autoria. Os planos do rapaz para a semana que vem é começar a publicar contos. E, como seria de se esperar, eu sou o encarregado curador, comentarista e crítico dessas obras. Não só contos propriamente ditos como algumas – ou até várias – descrições referentes ao Mythos de Bruno Guedes. Porque se tem uma coisa que ele faz praticamente no quilo é criar mitologia...

...Post Completo
Comentários: 1
Avatar: Toupeira Profissional

O Problema dos Dominós

Escrito por Toupeira Profissional em 21/06/2008 01:13


Não é segredo que nerd que é nerd adora resolver problemas sem nenhuma utilidade aparente. Na maioria dos casos, quanto mais inútil e desligado de qualquer compromisso, mais tentador é o problema. Como dizia Carl Sagan, nem que se pagassem todo o dinheiro do mundo conseguiriam que Maxwell desenvolvesse suas equações em pesquisa controlada.

De fato, todo o processo de resolução de problemas, desde a formulação, passando pela modelagem e desenvolvimento do método, até finalmente obter os resultados e encontrar conclusões a respeito deles. Daí um dia eu me vi formulando um problema tão incrivelmente banal que provavelmente seria infinitamente fascinante de resolver: o Problema dos Dominós!

... hein?

O problema é o seguinte: você tem um conjunto de dominós com até n pontos(e.g., um jogo de dominó convencional é um 6-dominó). O problema consiste simplesmente de duas perguntas:

  1. É possível enfileirar todas as peças de uma vez só, segundo as regra do jogo, i.e., uma peça com uma extremidade X se conecta com outra que tenha uma extremidade igual livre?
  2. Se sim, de qual forma, i.e., enfileirando-as em que ordem?

...Post Completo
Comentários: 6
Avatar: Bruno Guedes

Eita, semana lesada...

Escrito por Bruno Guedes em 22/06/2008 18:15


Esta semana, conforme disse, foi a "Semana do Ócio Criativo", quando eu e toupeiras nos esforçamos ao mínimo para manter nossa promessa de "um post a cada dois dias, no mínimo". Até o momento nossas estatísticas estão a nosso favor, ou seja, sucesso!

Então, ao resumo da semana e, se eu estiver inspirado, da semana na Internet.


Relembrando, provas, trabalhos e exercícios valendo ponto extra preencheram esta semana. Foram nada menos do que três provas na quarta-feira, justo em dia de jogo no Mineirão – a propósito, qual jogo mesmo? –, que obviamente é um péssimo dia para voltar para casa depois das seis horas. Não obstante, tive muita sorte, porque as provas ou eram fáceis – por "fácil" entenda-se "não mortalmente impossível" –, ou eu precisava apenas de 0,7 pontos pra me ver livre da matéria, logo poderia direcionar meu esforço para outras matérias em estado mais crítico.

Em outra nota universitária, uma apresentação de trabalho: modelagem e solução do "Problema do Caixeiro Viajante Preguiçoso". Nunca ouviu falar? Pois é, é porque esse problema praticamente não existe. Etnretanto, conseguimos conquistar nosso público e desviar sua atenção de nosso modelo falho, nossa heurística estranhamente quase perfeita e o fato de que interpretamos metade do enunciado de forma incorreta com uma apresentação decidida. Em outras palavras, "quanto mais alto você fala, mais as pessoas tendem a achar que você sabe do que está falando".

...Post Completo
Comentários: 10
Avatar: Töpo

Ídolos de Barro

Escrito por Töpo em 24/06/2008 21:15


Novamente falando da evolução da mente, é um fator decisivo para a sobrevivência do indivíduo de uma espécie comunitária se identificar com seus semelhantes. Um indivíduo autista, na natureza, seria sumariamente eliminado pelo meio, pois sua incapacidade de se identificar com seus iguais, inclusive genitores, o isolariam da comunidade e o tornariam um alvo fácil para predadores e indefeso contra as forças do meio. Trágico, mas real. Obviamente, estou falando de seres irracionais.

Entrementes, como muitos outros instintos, seres humanos conservam em si o instinto de identificação e, inclusive, de imitação. Cada ser humano tem seu próprio conjunto de ídolos, que escolhe admirar, imitar e usar como exemplo. E este, amigos é o assunto de hoje: a admiração contra a falibilidade humana, uma luta interminável.

É completamente normal e saudável escolhermos, dentre tantas pessoas com as quais temos contato, uma que será nosso guia moral, intelectual e mais. Um ídolo que nos serve de modelo, em suma. Claro, existe um limite além do qual idolatria se torna, essencialmente, obsessão. E obsessão não é nada saudável. É difícil definir o limite, devido ao caráter definitivamente inexato da psicologia. Felizmente, existe uma faixa em torno dessa linha na qual já se deve prevenir tal estado. Antes prevenir que remediar, é o que dizem.

...Post Completo
Comentários: 5

Bom dia e desculpem a demora, essa semana não foi brincadeira. Prova disso foram as três páginas para resolver um exercício na prova de ontem... ufs!
A proósito, este post é um oferecimento Blogpaedia-Respostas.

IA. É um conceito que divide a humanidade há décadas, gerando opiniões favoráveis e contrárias desde os tempos da especulação de Asimov, K. Dick e outros. Hoje em dia, ela é uma realidade, e ainda divide opiniões. E, afinal, o que é a IA?

Em princípio, "Inteligência Artificial" é puramente uma abstração. Não existem alguns componentes da "Inteligência Real" na IA, mesmo porque alguns são simplesmente inimplementáveis(ufa!) até o momento. Mas até onde dá, a IA é bem fascinante.

IA é, puramente falando, um programa que é capaz, de alguma forma e seguindo algum critério, aprender seja pela entrada do usuário, seja pela própria experiência. Um dos métodos mais usados é deixar o programa resolvendo um problema com um banco de dados de possíveis estratégias, até que ele escolha a melhor mistura.

...Post Completo
Comentários: 5
Avatar: Bruno Guedes

Ah, caralhas...

Escrito por Bruno Guedes em 30/06/2008 01:38


Muito bem, voc�s j� perceberam que o blog est� completamente bisonho e etc�teras, e n�o, eu n�o fa�o id�ia do que seja isso. O problema � que essa � a �ltima semana de aulas, ou seja, n�o tinha hora pior pra isso acontecer.

Vamos ver no que d�. Para as gera��es futuras, em breve um screenshot...

UPDATE! Descobri que o problema pode ser facilmente resolvido com uma recodifica��o UTF-8. N�o que eu entenda o porqu�, visto que tudo era UTF-8 por padr�o... tem algo muito estranho por aqui...

UP-UPDATE! Resolvido, com uma linha de código, mais algumas várias horas de frustração. Aprendam, possíveis pré-calouros: Computação é uma amante ingrata. Vale a pena, mas é ingrata que só a peste...

Amanhã, retornaremos a nossa programação normal. Se não tivermos mais imprevistos, oui?


Comentários: 1

Powered by Parascalops brewerii Blog Engine 1.0, by Bruno Guedes, 2007
Melhor vizualizado em resolução 1024x768, em navegador Opera 9 ou superior
Mozilla, Mozilla Firefox, Safari, Seamonkey ou outros também são bons
Não recomendamos de forma alguma o uso de Internet Explorer de qualquer versão