Este blog é um oferecimento de...

Bruno Guedes e Toupeiras
Completo RSS My Yahoo! Google
Por Autor
Token RSS My Yahoo! Google
Bruno Guedes RSS My Yahoo! Google
Töpo RSS My Yahoo! Google
Toupeira Profissional RSS My Yahoo! Google
Korso RSS My Yahoo! Google

Bruno Guedes & Toupeiras por Bruno Guedes A. Viana é licenciado sob uma Licença Creative Commons
Atribuição — Uso Não-Comercial — Vedada a Criação de Obras Derivadas
2.5 Brasil

Para mais informações, consulte nosso FAQ

AVISO IMPORTANTE!

Talvez você não tenha notado, mas este site já não está mais em funcionamento. Nosso novo ponto é agora o Bruno Guedes e Resenhas.

Em breve este blog não receberá mais comentários, e até o final do ano esta página será transformada em um portal para o novo site, que será enfim transformado em um redirecionamento definitivo.

Portanto, atualize seus favoritos e seu leitor de feeds, e continue lendo nossos textos em nosso novo site!

Tenha um bom dia e obrigado pela preferência!

Avatar: Korso

Uma Experiência em Novela

Escrito por Korso em 06/04/2010 18:37


Minha experiência com novelas televisivas é, na melhor das hipóteses, de relance. Não posso evitar que as televisões estejam ligadas justamente no horário e canal das ditas cujas, e daí qualquer conclusão que eu possa redigir acerca das mesmas é meramente ilustrativa, sem muito valor real ou útil, talvez mesmo nenhum. Mas eu tive essa consideração que eu acho interessante...

Por exemplo, o Manoel Carlos. Como já disse uma vez a Iara Alencar, e já é que aceito como verdade universal nesta atual conjuntura da cultura popular, o digníssimo senhor Manoel Carlos anda precisando muito de uma mudança de ares. Não fiz a conferência, mas a Wikipedia me diz que ele já escreveu quase 20 só para a rede Globo de televisão brasileira, e eu estive vivo tempo o bastante pra saber que pelo menos 6 dessas são basicamente a mesma obra. Helenas, Leblon, exterior, temas polêmicos da atualidade, et cetera, et al. Então, no mesmo espírito da minha pergunta levemente retórica e instigante, quase socrática a respeito dos modos de escrita de blogs e microblogs, eu tive esta humorosa, porém pertinente, epifania.

...Post Completo
Comentários: 0
Avatar: Bruno Guedes

Elementar, meu caro leitor

Escrito por Bruno Guedes em 08/04/2010 02:43


De repente eu notei, com certo assombro, um buraco de pelo menos uma semana nas postagens. Os arquivos mensais horrivelmente curtos, o RSS estranhamente silencioso no Google Reader. Eu notei, simplesmente, a queda horrenda e súbita de publicação no blog.

Obviamente, eu fiquei me perguntando "What the hell, Bruno Guedes? Como assim você não anda mais atualizando este blog? Sua lista de posts pra escrever está cheia, você tem idéias todos os dias no ônibus e anota... o que está errado?"

Daí ontem eu percebi o que havia de errado. É tão óbvio que não sei como não percebi antes.

Eu tenho um sério problema com revisão de textos. Ou mesmo deixar pra terminar depois. Basicamente o que acontece é que a minha metafórica "gaveta"1 é um buraco negro, i.e. o que entra não sai mais – com raras exceções. Mas a questão é que existe somente um jeito de eu realmente escrever e publicar coisas. É escrevendo na hora.

Não mentirei pra vocês, o texto médio do Bruno Guedes & Toupeiras demora no máximo uma hora pra ser escrito, com maior parte do trabalho de pesquisa feito na hora. Sim, a qualidade e "relevância" do texto sofre um pouco, mas eu sei que se deixar pra depois eu vou esquecer, ou, como tantos outros textos, achar que não está bom e reescrever.

...Post Completo
Comentários: 1
Avatar: Bruno Guedes

Miudezas III.V

Escrito por Bruno Guedes em 19/04/2010 23:58


Com a situação apertando pro meu lado(cinco trabalhos e provas... só nesses dois dias!), não dá pra escrever nada mais elaborado. E, como o "Miudezas IV" será dedicado à Serena, a dachshund pastora de galinhas, este aqui fica sendo o numeral romano entre III e IV... que não existe, então eu inventei.

Enfim, tudo começou há seis anos atrás, quando eu tinha um hamster(o quinto, eu acho) que fugiu para debaixo do piso de cimento do quintal de casa. Eu deixei um punhado de sementes de girassol do lado de fora do buraco onde ele se enfiou, mas ele nunca voltou. Como consequência dessa aventura, entretanto, houve um breve momento em minha vida em que eu fui plantador de girassóis.

Do primeiro punhado nasceu uma bela moita, que era, aliás, uma bela visão. Aliás, por algum milagre, achei essa foto antiquíssima(da época em que eu ainda tirava fotos, com uma câmera óptica ainda por cima), então apreciem:

Era, realmente, uma moita enorme

...Post Completo
Comentários: 1
Avatar: Toupeira Profissional

Toupeiras no Espaço

Escrito por Toupeira Profissional em 29/04/2010 19:43


Dia desses eu ouvi na chamada do Jornal Hoje: "Cientista afirma que pode existir vida fora da terra". Ou algo assim. Acho que tinha mais certeza na frase, mas enfim. Eu me perguntei se isso era uma notícia competente...

Veja bem, existe uma pequena confusão entre três conceitos. Antes de mais nada, "vida fora da Terra". Vida é aquele tipo de coisa que todo mundo sabe o que é, mas ninguém sabe definir direito(tanto que não se sabe ao certo se vírus são vivos ou não). Vida é um conceito que pode ser muito amplo, se sua mente permitir o bastante. Vida como conhecemos depende de água, sim, mas vida como não conhecemos pode ser baseada em silício e depender de ácido sulfúrico para a sobrevivência. Ou talvez formas de vida baseadas em enxofre, em algum mundo distante e ainda em estágio infantil e imprevisível. Ou, talvez ainda, vida no vácuo. Se você restringir o conceito de vida a alguns elementos básicos – reprodução, metabolismo, resposta a estímulos e homeostase –, e considerar que a vida é resultado puramente de uma série de fatores reproduzíveis, existir formas de vida em apenas um lugar nesse universo enorme de vasto é praticamente impossível. Seria, mais ou menos, como observar um copo de água e dizer "não há peixes aqui, logo não é possível haver peixes em nenhum corpo de água".

...Post Completo
Comentários: 0

Powered by Parascalops brewerii Blog Engine 1.0, by Bruno Guedes, 2007
Melhor vizualizado em resolução 1024x768, em navegador Opera 9 ou superior
Mozilla, Mozilla Firefox, Safari, Seamonkey ou outros também são bons
Não recomendamos de forma alguma o uso de Internet Explorer de qualquer versão