Windows Okay, admito: fui uma daquelas muitas pessoas que criticou o Vista sem conhecer. Verdade, não fui totalmente contra, embora concordasse plenamente que um software que cria uma opção de downgrade tem que ser ruim, mas é demais. Mas enfim, agora com meu notebook novo (Positivo Z80, sem maiores problemas), eu tive que tentar o Vista. Deixa eu contar essa história mais ou menos direito.

Foi assim: queria comprar um notebook com no máximo 2 mil contos pra gastar. Não só eu não tenho muita noção de preço, como parte desse dinheiro foi uma gratificação do meu coordenador com exatamente este fim. Mas enfim, estava entre dois notebooks, com configuração igual, mas SOs diferentes(e, estranhamente, o mesmo preço... vai entender!). Mas na hora do vamos ver, comprei essa belezinha aqui por meros 100 reais a mais que o resto(me deixando com 1 real de troco, mas valeu).

Ele vinha com o Vista, mas nessa altura do campeonato eu já sabia que, de qualquer forma, eu ia instalar um Ubuntu por cima do Mandriva, mesmo, então melhor tentar deixar o Vista e ficar com um SO da Microsoft pro caso de precisar. Agora, aliás, estou baixando uma cópia do Ubuntu, porque esqueci o CD em Belo Horizonte, mas vamos voltar ao assunto em questão: comprei o note, cheguei em casa, comecei a configurar e instalar coisas: driver do meu adaptador de wireless(pra compartilhar a rede com o DS), Opera, Firefox(pros outros usuários), etc, etc... Daí veio minha primeira experiência com essa coisa que se chama Windows Vista. E a primeira impressão geral é: ele é uma mala.

De todas as acusações dirigidas ao dito cujo, eu esperava que pelo menos essa fosse um exagero, mas realmente a quantidade de pedidos de confirmação foi simplesmente... desnecessária. Até o ponto em que eu quis mudar o nome padrão do meu adaptador wireless e ele pediu para confirmar. Renomear um dispositivo! Não, vai te catar...

Ah, e isso em modo Administrador! Porque, convenhamos, pelo menos no XP não se faz muita coisa sem ser administrador, e, mesmo com o custo de insegurança embutido, dá é preguiça de fazer logoff/login pra instalar um editor de texto que seja.

Então é isso. Vista, meu querido, você é muito bonitinho, todo cheio de luzes, nem é tão desastroso assim, mas vai ser chato assim na... Talvez um dia a gente se veja de novo, mas acho que daqui pra frente, meu caso vai ser é com o Ubuntu, mesmo. =P

PS.: E, convenhamos, eu estou é com medo de incompatibilidade de hardware. Estou torcendo pra detectar tudo de uma vez! =/

PPS.: A propósito, sobre esse tal adaptador de rede, falo mais em Janeiro. Tenho que compartilhar a sabedoria com os usuários de Linux que tiveram o mesmo problema que eu. ;D