Às vezes eu sinto vergonha. Não, sério! A razão para eu ter sido, digamos, "contratado" pra escrever nesse site foi ser um irônico ácido, de opinião firme e sem consideração pelos sentimentos de ninguém. Não que isso seja falso, eu realmente não tenho lá muita consideração pelos sentimentos de pelo menos 99% da população mundial. Mas eu tenho... calma, é difícil descrever sentimentos, quando o vocabulário é limitado. Não é exatamente preguiça. Não é medo, também. É quase uma mistura de frustração e preguiça. A questõa é que eu tenho preguiça de escrever posts polêmicos por basicamente duas razões. Garoto me alertou que são três, e é, ele faz sentido, então são três razões.

Primeiro, me falta paciência pra aguentar as reclamações. Eu não sei se já mencionei, mas talvez vocês já tenham adivinhado: eu tenho antipati mortal pelo PETA. Tanto que nem sei se é "o PETA" ou "a PETA". Só sei que não gosto, e poderia escrever um texto mandando pedra em cima. Mas eu sei o que vai acontecer. Não adianta, por mais que eu estivesse certo, por mais que, sejamos francos, a opinião de uma toupeira obesa ranzinza seja de mínima importância, vão aparecer "abraçadores de cochonilhas" enchendo a paciência com comentários ignóbeis. Eu tenho preguiça de gente que não aceita uma opinião contrária sem deitar o barraco abaixo. Sujeito chega com quatro pedras numa mão e cinco na outra, e vai ver nem sequer leu o texto direito.

Respondendo à óbvia pergunta, isso são cochonilhas

Segundo, e essa é a parte da frustração: não adianta. Sabe, eu também tenho minhas rixas contra a Igreja Católica. Não contra a doutrina, Cristianismo é uma coisa linda, e pelo visto funcionou muito bem pra limpar a imagem de Deus depois do dilúvio. E da morte dos primogênitos. E da expulsão do Paraíso. E a tomada de Jericó. Enfim, deu pra entender. A questão é que, como todas as igrejas, a Católica é hipócrita. A começar por todo histórico da Idade Média, e terminando na opulência das igrejas, cheias de ouro e relíquias. Ouro e relíquias que podiam ser trocados por comida pra gente que precisa. Mas essa não é a questão. Não agora. A questão é: novamente, não importa o quanto eu esteja certo, os fiéis se recusam a aceitar.

E isso é diferente dos ataques, a questão é simplesmente que isso não é uma questão de razão, é uma questão de fé. Religião, política, futebol – a torcida do Atlético Mineiro que o diga... não adianta argumentar, a razão já fugiu dali faz tempo. Logo, é dar murro em ponta de faca. E fazer polêmica por fazer polêmica é mais o método do Movimento Estudantil, eu não curto.

E terceiro, como bem lembrado pelo meu querido Rapaz, esse site tem banda limitada. Ou seja, ele aguenta um máximo de visitação, se o povo afluir pra cá demais, o servidor não aguenta. O servidor em si aguenta, acho que é o nosso plano que não aguenta. Essas coisas custam dinheiro, e a última coisa que queremos é que esse site saia do ar, pela simples razão de que gostamos disso aqui. Rapaz passou um bom tempo programando essa coisa até ficar funcinonando assim direitinho, é até sacanagem deixar essa coisa indisponível.

Mas enfim. Sem muita polêmica, mas ainda temos as crônicas e toda a hipocrisia do mundo pra atacar. E, claro, o período de eleições tá chegando. E, se possível, um dia eu realmente sento a púa em alguém. Só por diversão. Até lá o rapaz arranja dinheiro pra comprar um plano de hospedagem melhor.

Até mais ver, meus caros.

E por favor, não me venham falar de cochonilhas...