No dia 8 de maio de 1989, um pequeno bebê do sexo masculino, de olhos claros e cabelos ruivos e espetadinhos – vai, pode dizer "Ah.... que coisa fofa!" – nasceu às 5:55 da tarde. 19 anos depois, essa coisa fofa se cresceu e se tornou Bruno Guedes. Sim, aparentemente eu sofri uma metamorfose ao contrário...

Enfim, sim, hoje é meu aniversário, e há diversas coisas a comentar, visto que não vou deixar a data passar em branco, embora talvez gostasse. Isso, provavelmente, atrairia a atenção do Token, e não sei que estripulia ele poderia aprontar. Então comecemos.


Primeiro, eu acho que meu aniversário, assim como o Ano Novo, é uma comemoração no mínimo sem sentido. Sim, passa-se mais um ano desde meu nascimento – fato rápido: parto por cesariana; todos nós três nascemos assim –, mas se vamos comemorar os anos, porque não os meses? Não sei.

Mas se as pessoas querem me parabenizar por aguentar mais um ano nesse mundo que, convenhamos, não é nenhum Éden, então vamos nessa. Muito obrigado a todos!


Hoje é aquele dia em que as pessoas resolvem me apreciar pelo fato especial de eu estar completando 19 anos vivo, e rumo aos 20.

Vez em quando aparecem algumas coisas bem originais, como meu querido colega Marcus que, junto com as felicidades e sucesso, me desejou "menos encoxadas" nessa vida(acho que vou precisar, mesmo, Computação ferra geral, amigos).

A Carolls, que me mandou um parabéns via Twitter, com imagem. Eu sou aquele no fundo da sala, acho que desenhando uns personagens... Acho que ela não tem mais blog, senão eu mandava um link

E, claro, tem aquela galera bem divertida – pra não dizer "sacana" – que vem e me parabeniza pelos "15 anos". Entrar na faculdade muito cedo dá nisso, né não?

E essa veio da minha querida prima distante(de distância física, mesmo, ela mora em SP): "Brunoooooooooooooooo (o primo mais 'divertidamente" estranho q eu tenho, rss)!!!". A parte mais divertidamente estranha é que eu acho que isso é uma citação minha mesmo. Eu tenho que andar com um gravador...

Até o fim da noite, mais parabenizações originais e/ou divertidas, acompanhem.


Hoje é o dia, hoje é o dia. Além de ser o dia em que meu contador de dias (mod ano) cai pra zero – sim, piada de matemático –, hoje é também o dia em que o número de recados/dia no orkut vai de 0.0005 para cerca de 42. Por isso, hoje é o dia da visita anual obrigatória ao orkut.

Isso me lembra meu primo Guilherme, AKA "Guedão", que testa seus amigos mudando a data de seu aniversário no orkut umas cinco vezes por ano. Não posso deixar de achar uma estratégia bem Salomônica...


E, para finalizar, algumas coisas que eu sei que aconteceram no mesmo ano em que eu nasci:

  • O muro de Berlim caiu, reunindo as Alemanhas e decretando o fim da Guerra Fria.
  • Morre Raul Seixas, de falência do pâncreas. Não, ele morreu depois que eu nasci, eu não sou uma reencarnação dele. Infelizmente.
  • Uma tempestade magnética causa queda de luz na rede de energia de Québec. Seis milhões de pessoas ficam sem luz por 9 horas, e as auroras boreais são visíveis até no Texas – lembrete: o Texas é no sul dos EUA; Quebéc lá no Canadá. Faz os cálculos...
  • O asteróide 4581 Asclepius se aproxima da Terra à distância de 700.000 quilômetros.
  • Netuno
    • ocorre no Brasil a primeira eleição presidencial desde 1960.
    • A tira Dilbert é sindicalizada pela primeira vez.
    • Lançamento do GameBoy no Japão.
    • Polícia britânica prende 250 pessoas por celebrar o solstício de verão no meio do Stonehenge.
    • Estréia na televisão o seriado Seinfield.
    • A sonda Voyager II passa por Netuno e sua lua Tritão.
    • Estréia na FOX o primeiro episódio de meia hora de Os Simpsons.
    • Morre Salvador Dalí, aos 85 anos. Morre também o Aiatolá Khomeini.
    E muitas outras coisas que me reduzem à minha insignificância. O Universo não é uma beleza?
    E, finalizando essas epifanias aniversariais...

    Não, vamos acabar o post aqui mesmo. Boa noite, boa sorte e curtam a vida. Amanhã tem mais.