Não é de hoje, é de muito tempo. Já faz desde que a Internet é brasileira – ou, em termos alternativos, os brasileiros invadiram a Internet – que as pessoas nesse país escrevem errado. Ou, melhor dizendo, escreviam abreviado até que realmente começaram a escrever errado. Vamos ver como a coisa evoluiu e por que caracóis a coisa está fora de controle e deve ser detida o quanto antes.

Bom, tudo começou quando a Internet estava em seus primórdios, por assim dizer. Era lenta e cara, se você consegue conceber uma coisa dessas. Enfim, por isso as pessoas precisavam escrever rápido e pouco, para economizar banda, porque cada byte era considerável. Então compare esta frase:

Olá, como vai você?
com a versão reduzida:
oi, cm vai vc?
e veja que a segunda versão é bem mais curta que a anterior e portanto ocupa menos banda e é enviada mais rápido. Em larga escala, isso era necessário em alguns casos. Com o barateamento e acréscimo da velocidade da internet, isso não era mais estritamente necessário, embora seja útil para fins de velocidade de digitação. É mais rápido, e hoje em dia ninguém pode perder tempo, fazer o quê...

Mas veja, há um limite entre escrever "vc", "q", "qq", "kd" e afins, e escrever... isso:

“Eu queria sabe o que e introdusao? enredo?espaço?tempo?perssonage... pessouado narrador? oantagonistae potagonita”
ou então
“EU KERO UM SITEH DE UM JOGOH MAS NAUM ESSES Q TEM UMA PORÇAO DE JOGOS UNS LEGAIS ESPECIFIKOS DE UM JOGO TIPO HABBO LINEAGE E OUTROS”
ou, se você precisa de mais provas:
“Poxa acho q niguem entendeu a minha pergunta naum.desconfigurou meu pc.? a bara ed inicialização onde ela fika é azul. esta na parte superior do pc.na parte de cima e não esta adiantando nada eu arrastar pq só vem até o meio... naum tem outras soluções?”
Agora eu vou dar tempo para seu cérebro respirar. Eu também proveria alguns trechos de literatura clássica para as idéias clarearem, mas estão em falta e o Garoto diz que isso vai quebrar com a banda do site... e ele é quem cuida dessas coisas, então pegue um livro qualquer aí por perto para desintoxicar.

Pois bem, estes trecho vêm do Yahoo! Respostas, e foram coletados por Isaias Malta, do Blogpaedia Respostas. Agora, voltando ao assunto: perceba alguns pontos recorrentes:

  • Não sei o que há com a letra "K" que atrai as pessoas. É tão difícil saber que se usa "C" antes de A, O e U e "QU" antes de E e I? Eu também sou totalmente contra o "QU", mas daí a usar "K" a torto e a direito já são outros duzentos.
  • Às vezes eu penso: será que há algum bug nos teclados modernos que desabilita acentos? E afinal, qual a vantagem de se escrever "naum" ao invés de "não"? Se for por preguica, por que não escrever "nao"?
  • Para não dizer que estou de marcação porque sou um crítico: perceba que o primeiro defenestrador da boa escrita escreve "introdusão" e "espaço". E também a formação estranha "SITEH", que aparentemente seria "sité", que até onde sei não é nada que exista em português ou inglês.
  • E, para finalizar, perceba a estranhíssima recaída do terceiro sujeito, que subitamente volta a usar acentos no fim de sua pergunta...

Então não me leve totalmente a mal quando digo que tem alguma coisa muito errada com a evolução dessa língua. E, claro, há sempre aqueles linguistas que ficam passando a mão, dizendo que a língua evolui e quem fica se prendendo a regras antigas é bobo, chato e feio. Isso também tem limite, e pra mim é o limite entre estrutura e forma. Quando você escreve "Vou comer ele com gosto" ao invés do clássico e gramaticamente correto "Come-lo-ei com gosto", eu acho ótimo. Mas quando se escreve uma coisa desse nível:

Vo KoMeH eLiH cUm GoXxXtUhH!!
Aí você já está zoando com a minha cara...


Por favor, linguistas, professores e todos aqueles que zelam por uma internet legível: vamos tentar acabar com isso o quanto antes, porque a situação está crítica. Sim, toda língua evolui, e até latim já é língua morta. Mas demorou alguns séculos. Me rotulem de elitista, de preconceituoso ou o que seja; mas não podemos deixar nossa escrita degenerar desse jeito boçal...