Este blog é um oferecimento de...

Bruno Guedes e Toupeiras
Completo RSS My Yahoo! Google
Por Autor
Token RSS My Yahoo! Google
Bruno Guedes RSS My Yahoo! Google
Töpo RSS My Yahoo! Google
Toupeira Profissional RSS My Yahoo! Google
Korso RSS My Yahoo! Google

Bruno Guedes & Toupeiras por Bruno Guedes A. Viana é licenciado sob uma Licença Creative Commons
Atribuição — Uso Não-Comercial — Vedada a Criação de Obras Derivadas
2.5 Brasil

Para mais informações, consulte nosso FAQ

AVISO IMPORTANTE!

Talvez você não tenha notado, mas este site já não está mais em funcionamento. Nosso novo ponto é agora o Bruno Guedes e Resenhas.

Em breve este blog não receberá mais comentários, e até o final do ano esta página será transformada em um portal para o novo site, que será enfim transformado em um redirecionamento definitivo.

Portanto, atualize seus favoritos e seu leitor de feeds, e continue lendo nossos textos em nosso novo site!

Tenha um bom dia e obrigado pela preferência!

Avatar: Bruno Guedes

Miudezas III.V

Escrito por Bruno Guedes em 19/04/2010 23:58


Com a situação apertando pro meu lado(cinco trabalhos e provas... só nesses dois dias!), não dá pra escrever nada mais elaborado. E, como o "Miudezas IV" será dedicado à Serena, a dachshund pastora de galinhas, este aqui fica sendo o numeral romano entre III e IV... que não existe, então eu inventei.

Enfim, tudo começou há seis anos atrás, quando eu tinha um hamster(o quinto, eu acho) que fugiu para debaixo do piso de cimento do quintal de casa. Eu deixei um punhado de sementes de girassol do lado de fora do buraco onde ele se enfiou, mas ele nunca voltou. Como consequência dessa aventura, entretanto, houve um breve momento em minha vida em que eu fui plantador de girassóis.

Do primeiro punhado nasceu uma bela moita, que era, aliás, uma bela visão. Aliás, por algum milagre, achei essa foto antiquíssima(da época em que eu ainda tirava fotos, com uma câmera óptica ainda por cima), então apreciem:

Era, realmente, uma moita enorme

Enfim, depois dessa moita eu plantei mais uma bela porção de flores, dessa vez aproveitando um monte de terra que não estava sendo usado como horta na época. E, alguns meses depois, esses girassóis morriam, alguns polinizados e outros não, e outros foram sendo dados de presente, porque afinal não existe muita serventia para uma flor, ainda mais uma daquele tamanho. Só pra ter uma noção de escala, o maior girassol dessa moita tinha, fácil, uns 1,70m. O que era mais alto até que eu naquele tempo.

Mas o que importa, para os fins deste post de miudezas é o que eu aprendi nessa época. Coisa simples, mas ainda assim surpreendente: girassóis não seguem o movimento (aparente) do sol.

A despeito do nome, o girassol não faz esse movimento heliotrópico, e não haveria realmente motivo nenhum para isso. Sendo as folhas, e não as flores, as principais beneficiadas pela exposição à luz – e, de fato, as folhas mais internas e mais baixas da moita secavam muito rápido –, não há porque as flores tentarem se banhar de sol, seria um desperdício de energia, especialmente considerando o tamanho e peso de uma flor de girassol, grande o bastante para vários dos meus sequer olharem para cima, que dirá para o sol. Além disso, o movimento heliotrópico, conforme me lembro levemente das aulas de biologia dessa época mesmo, se dão com o crescimento da planta, e não com ela já adulta.

Enfim, coisa pequena, insignificante, que talvez não terá o mínimo valor no meu futuro. Mas, de qualquer forma, uma coisa que aprendi por experiência própria. Já é alguma coisa, e pelo menos dá pra um post.

Tenham um bom dia, caros leitores! :D


Bruno Guedes é universitário, blogueiro, estagiário e nunca mais teve sucesso nem com plantas nem com hamsters...


Comentários: 1

Gratuidade

01/05/2010 21:37

Quem diria que um dia eu iria ver girassóis por aqui e até aprender um pouco sobre a planta. Legal a história.

Link para este comentário | Responder
Avatar: Bruno Guedes

Miudezas III

Escrito por Bruno Guedes em 26/01/2010 14:37


Bom dia, estamos de volta aqui a este espaço na internet, de volta com "Miudezas", nosso não tão periódico post de atualizações. Mas, diferente do que eu prometi, não será hoje que falarei de cachorros, gatos e galinhas. Hoje vou só deixar vocês a par da situação.

Estive esta última semana em Matozinhos, e internet até tinha, mas em um Telecentro, e eu preferi não conferir nada. Estava mais de férias ainda que antes, então não quis nem saber. O resultado disso são alguns emails, um comentário num post antigo sobre meus hábitos misantrópicos(longo, aliás, Isaias que se cuide) e quase 450 tópicos no Reader. É, vai ser um mês cheio, fevereiro...

Mas, por ora, creio que estou de folga só agora, e logo as coisas vão esquentar, por causa de dois eventos: minha mãe cola grau em Letras amanhã; e meu irmão faz aniversário no dia seguinte. E isso significa, óbvio, festa, e festa significa arrumação antes. E vai sobrar algo pra mim, com certeza.

Enfim, no mais, tudo bem. Meu laptop não voltou, minhas aulas só voltam em Março, estive jogando bons jogos. No resto do mundo, o Haiti vai de mal a pior, Lula parece que desconversou aquele projeto de Direitos Humanos meio suspeito e chove como se não houvesse amanhã por aqui.

E, no mais, espero que estejam bem, e até o próximo fascículo!


Bruno Guedes é universitário, blogueiro e só está escrevendo esta seção final pra manter a tradição


Comentários: 1

Oticas RJ

23/03/2010 20:34

Pelo amor de Deus , onde fica esse bendito lugar que só existe internet em um telecentro e eu NUNCA ouvi falar? (Matozinhos) :)

Link para este comentário | Responder

Powered by Parascalops brewerii Blog Engine 1.0, by Bruno Guedes, 2007
Melhor vizualizado em resolução 1024x768, em navegador Opera 9 ou superior
Mozilla, Mozilla Firefox, Safari, Seamonkey ou outros também são bons
Não recomendamos de forma alguma o uso de Internet Explorer de qualquer versão