Depois de 1/0, achei que estaria livre de leituras existencialistas e reflexivas por um tempo. Pouco tempo depois me lembrei deste livro que estava "engavetado"1 e esperando minha leitura já há alguns meses. Devo dizer que a experiência foi emocionante.

God's Debris: A Thought Experiment("Detritos de Deus: Uma Experiência em Pensamento") é mais um relato do que uma história, e conta sobre um entregador que é encarregado de deixar uma encomenda a um estranho velho que se revela ser mais do que qualquer coisa que ele esperaria. Grande parte do livro é um diálogo entre o narrador sem nome e o velho Avatar a respeito de muitos tópicos, mas principalmente a natureza do Universo.

Como Scott Adams comenta em seu prefácio, este livro está em algum lugar entre a ficção e a não-ficção. A história definitivamente não é real, e muitos fatos são assumidos, mas existe muito de real no discurso da obra, e nada deve ser tratado levianamente. É difícil descrevê-lo sem relatar as conclusões tiradas ao longo do longo diálogo e tornar a leitura inútil, mas farei meu possível.

No balanço final, o livro trata principalmente da natureza de Deus e o universo, e nos leva a um pequeno passeio pela física quântica de forma assustadoramente compreensível. Por meio de diversos desvios do diálogo, os interlocutores permeiam também os domínios da sociologia, psicologia, filosofia, religião e, em algum ponto próximo ao seu fim, o livro parece se tornar um pequeno manual de auto-ajuda em relações humanas. A despeito disso, toda informação é valiosa se sua mente está disposta a ser chocada e estimulada. Novamente, não existem certezas em relação às conclusões, mas este livro não deve ser lido em busca de respostas. O mais interessante e importante de todo o relato são as perguntas formuladas, muito mais do que as respostas oferecidas.

O maior defeito do livro é seu comprimento: é muito curto. Enquanto sua mente está ávida por mais perguntas e respostas e verdadeiros cursos de lógica socrática, o livro finalmente chega a seu fim, com a promessa de uma continuação que ocorre em algum tempo entre o penúltimo e o último capítulo. E, como muitas boas histórias, um ciclo se repete...

'Em resumo: God's Debris não é um livro de história, mas sim um exercício filosófico. Scott Adams consegue incluir os mais diversos tópicos acerca da natureza humana e universal em um diálogo fluido, e daí convida ao leitor a continuar perseguindo o "caminho da luz". A despeito do aspecto subjetivo de muitas questões tratadas no texto, não existe parcialidade, exceto talvez no que diz respeito à maior teoria, que envolve os titulares "detritos de Deus". Não é nada grave, entretanto. Se você não acredita que já aprendeu tudo o que precisava saber nessa vida, "God's Debris" é uma leitura altamente recomendada para estimular sua mente.

E deixei a melhor notícia para o final: o livro é gratuito e está disponível para download neste site. Baixe, leia, e sinta sua mente se explodir com prazer.


1 O sentido figurado é usado aqui devido à natureza do livro em questão.