Minha experiência com novelas televisivas é, na melhor das hipóteses, de relance. Não posso evitar que as televisões estejam ligadas justamente no horário e canal das ditas cujas, e daí qualquer conclusão que eu possa redigir acerca das mesmas é meramente ilustrativa, sem muito valor real ou útil, talvez mesmo nenhum. Mas eu tive essa consideração que eu acho interessante...

Por exemplo, o Manoel Carlos. Como já disse uma vez a Iara Alencar, e já é que aceito como verdade universal nesta atual conjuntura da cultura popular, o digníssimo senhor Manoel Carlos anda precisando muito de uma mudança de ares. Não fiz a conferência, mas a Wikipedia me diz que ele já escreveu quase 20 só para a rede Globo de televisão brasileira, e eu estive vivo tempo o bastante pra saber que pelo menos 6 dessas são basicamente a mesma obra. Helenas, Leblon, exterior, temas polêmicos da atualidade, et cetera, et al. Então, no mesmo espírito da minha pergunta levemente retórica e instigante, quase socrática a respeito dos modos de escrita de blogs e microblogs, eu tive esta humorosa, porém pertinente, epifania.

Digamos, hipoteticamente, que alguém com um senso de humor aguçado e atípico criasse a "nova novela das oito". Poderíamos chamá-la de... Tantas Emoções. Convincente, eu acho. Mas enfim, o fato pertinente é que esta nova novela não teria um pingo de roteiro ou atuação original. Ao invés disso, seria uma coleção de clipes recortados de várias novelas de Manoel Carlos, talvez com vinhetas de "Enquanto isso, em Dublin" ou "Alguns meses depois...".

Será, meus caros leitores, que alguém notaria a diferença?

E se, por descuido ou intencional pilhéria, os clipes dessem a perceber que há pelo menos 5 Helenas na mesma história? Faria alguma diferença?

Deixo a vocês julgarem.


Korso Asclepius é blogueiro, artista, crítico e continua levemente vanguardista