Voltando de férias, estou novamente naquele estágio de letargia, mais pra preguiça que pra toupeira, provavelmente só iria escrever de novo lá pro meio do mês. Aí me aconteceu algo extraordinário: eu recebi um spam de mim mesmo.

E, aparentemente, eu escrevo em espanhol... muito mal

Estou brincando não, meus caros está aí o screenshot que não me deixa mentir. Claro que eu achei a coisa toda muito anômala, fui ler. A língua é um espanhol... inglês... "espanglês" que daria inveja no Google Translator. Dei uma olhada na minha caixa de enviados, nada. Então ignorei e pensei que algum desgraçado deveria estar fazendo spoofing com meu e-mail, então ignorei. Até que recebi um email de resposta do serviço de email do Yahoo, me contando que meu email não pôde ser enviado para tais e tais pessoas(a maioria emails que não existem mais). Aí a coisa ficou estranha.

Então fui checar minha conta do Yahoo... bingo! Lá estava na caixa de saída o "meu spam". Enviado em CCO pra tantas pessoas quanto minha lista de contatos comporta. Obviamente, não saquei o que estava ocorrendo, não uso Windows há tempos, não me lembro de ter visitado nenhum site suspeito e, principalmente, não acessava meu email do Yahoo há anos, principalmente depois daquele rolo do meu email com o Akismet. Então fiz o que deveria ser feito: mudei minha senha; apaguei todos contatos, já que não uso mais o Yahoo! Mail mesmo; escrevi um email explicando pra galera o que tinha acontecido(diferente de minha cogitação inicial, as pessoas não simplesmente ignoraram o email como uma anomalia, mas responderam perguntando que joça era essa...) e fui mandar um relatório pro pessoal do Yahoo... e aí a coisa ficou chata de verdade.

Inventar mais uma senha(verdade seja dita, eu uso algumas poucas senhas em vários serviços, uma delas por muito tempo...) foi complicado, mas com o tempo eu me acostumo. Aliás, já que eu não uso Yahoo mais, isso nem seria preciso. Deletar meus contatos foi até bom, tinha gente que eu não vejo e não me manda nem um oi faz anos(da época em que eu tinha cabelo comprido, veja só!). Mandar o email de desculpas foi chato, mas pelo menos não recebo mais emails perguntando "wtf é isso, Bruno Guedes?!", teve uma pessoa das antigas que até me reconheceu. Mas o Yahoo... Parágrafo, por favor.

Mandei o comentário pro pessoal do Yahoo dizendo que alguém entrou na minha conta ou teve acesso a meus contatos sei lá como, só por desencargo, só pra eles ficarem sabendo. Deixei claro que não era eu. Eles me responderam, pedindo, entre outras coisas, a mensagem de erro(que erro, Krishna?!) e o nome de usuário que eu estava usando na hora. Isso, na hora em que não era eu usando. Não, eu também não entendi, e preferi dar um tempo antes de retomar essa cruzada.

Eu só sei que não foi esse o único caso. Procurei pela exata mensagem do spam no Google, e vi uma requisição de ajuda no Google, mais algumas outras repetições do mesmo tema chato e indesejável. Mas como as recomendações eram arranjar um anti-vírus ou mudar a senha do email, fiz a que me parecia mais eficaz dada as circunstâncias(mudar a senha) e espero que isso não se repita.

E, só pra lembrar: eu odeio spam. Odeio como AM odeia a humanidade. Cada vez que vejo a notificação de um comentário de spammer no meu blog eu deleto com um prazer indescritível, assim como o prazer de eliminar uma praga do mundo. Uma das poucas coisas que me fazem sentir ódio, sim.

Aqui é Bruno Guedes, se despedindo e dizendo: ignore meus spams. Eu não mando spam. Boa noite e boa sorte.